Fotografia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 15 (3584 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Intercom – Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação V Congresso Nacional de História da Mídia – São Paulo – 31 maio a 02 de junho de 2007

Fotografia e publicidade: primeiro ato Daniela Palma1 USP, UNIP Resumo A inserção da fotografia na publicidade brasileira aconteceu lentamente, obedecendo um processo de assimilação técnica e criativa da nova linguagem no fazerpublicitário. Em um primeiro momento, a imagem fotográfica cumpre o papel de um mero registro “realista” da apararência mais genérica de produtos e estabelecimentos comerciais. Depois, usos mais inventivos foram experimentados, principalmente, através do gênero do retrato. Essas primeiras experiências abriram caminho para a integração mais plena da fotografia na publidade e para o estabelecimento demodelos visuais com roupagem modernista. Palavras-chave Fotografia publicitária; história; estética publicitária; comunicação visual.

Fotografia e publicidade. Há algum tempo, essa dupla parece indissociável, já que a fotografia transformou-se em elemento essencial aos anúncios publicitários que estampam jornais, revistas e cartazes. Afinal, que outra linguagem, que não a fotográfica, nos meiosimpressos, consegue conjugar com tanta eficácia, do ponto de vista de uma recepção de massa, credibilidade e sedução? No entanto, essa parceira não foi amor à primeira vista. A propaganda demorou a aceitar a fotografia em sua seara. A impressão direta de fotografia era possível desde 1880, quando apareceu o processo de impressão por meio-tom (halftone). Mas, a utilização da fotografia pela publicidadenão aconteceu na seqüência. No século XIX, o uso de fotografias na imprensa ainda era muito esporádico, evidenciando que a imagem fotográfica não havia sido assimilada pelas estruturas de funcionamento e circulação jornalística e publicitária. A recusa à fotografia pelos publicitários se dava nas duas pontas: se por um lado, ela era técnica demais para alcançar a fruição artística do desenho, poroutro, não tinha a precisão do traço para a reprodução dos detalhes técnicos na impressão, já que as imagens ficavam ainda muito reticuladas. Assim, o uso da fotografia na propaganda do século XIX foi bastante irrisório, tanto na Europa e Estados Unidos, como também no Brasil. Basicamente, a imagem fotográfica continuava a servir, na publicidade e na

Doutoranda em Ciências da Comunicação pelaEscola de Comunicações e Artes (USP) e professora dos cursos de Comunicação Social da Universidade Paulista. E-mail: lavila@uol.com.br

1

1

Intercom – Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação V Congresso Nacional de História da Mídia – São Paulo – 31 maio a 02 de junho de 2007

cobertura jornalística, à mesma finalidade de antes do desenvolvimento do meio-tom, ou seja,como referência para a produção de gravuras.2 No caso brasileiro, aliás, nem podemos falar exatamente num trabalho publicitário mais especializado, já que os primeiros escritórios dedicados a “distribuir anúncios para os jornais”, começaram a surgir a partir de, aproximadamente, 1914, com a casa paulistana Castaldi & Bennaton (que posteriormente se transformaria em A Eclética). Antes disso, asatividades publicitárias estavam ligadas aos próprios jornais e revistas, funções que iam do agenciador de anúncios até escritores e artistas, que geralmente já faziam parte do quadro de colaboradores dos veículos3. Assim, as novidades técnicas e as soluções para o emprego de novas linguagens seguiam as transformações editoriais no campo jornalístico e, muitas vezes, a passos mais curtos. Por isso, atéa década de 1920, é fácil reconhecermos uma identidade gráfica entre os anúncios publicitários e as páginas que traziam o conteúdo editorial. Notamos tipos de publicidade identificados com os veículos. Alguns exemplos, uma revista como a paulistana A Lua, de 1910, que tinha uma edição de arte criativa e farto uso de recursos gráficos, trazia uma publicidade idem, com a utilização freqüente de...
tracking img