Fonologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2038 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de abril de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
FONOLOGIA;

PERÍODO SIMPLES E PERÍODO COMPOSTO;

SINTAXE DE REGÊNCIA.

BRASÍLIA, de novembro de 2010.

ÍNDICE

FONOLOGIA......................................................................................
Fonema e letra
Classificação dos Fonemas
Sílabas, encontros vocálicos e encontros consonantais

PERÍODO SIMPLES ECOMPOSTO.................................................
Frase
Oração
Período

SINTAXE DE REGÊNCIA..................................................................
Regência Verbal
Regência Nominal
Uso da Crase

INTRODUÇÃO

Ao longo deste trabalho será abordado os seguintes temas: Fonologia, Período Simples e Compostos e Sintaxe de Regência e suas definições.

FONOLOGIA
Fonologia é o ramo da Lingüística que estuda osistema sonoro de um idioma. Ao estudar a maneira como os fones (sons) se organizam dentro de uma língua, classifica-os em unidades capazes de distinguir significados, chamadas fonemas.
Fonema e Letra
O fonema não deve ser confundido com a letra. Na língua escrita, representamos os fonemas por meio de sinais chamados letras. Portanto, letra é a representação gráfica do fonema. Na palavra sapo, porexemplo, a letra s representa o fonema /s/ (lê-se sê); já na palavra brasa, a letra s representa o fonema /z/ (lê-se zê).
Às vezes, o mesmo fonema pode ser representado por mais de uma letra do alfabeto. É o caso do fonema /z/, que pode ser representado pelas letras z, s, x:
Exemplos: zebra, casamento e exílio.
3) Em alguns casos, a mesma letra pode representar mais de um fonema. A letra x, porexemplo, pode representar:
- o fonema sê: texto
- o fonema zê: exibir
- o fonema chê: enxame
- o grupo de sons ks: táxi
4) O número de letras nem sempre coincide com o número de fonemas.
Exemplos:
tóxico fonemas: /t/ó/k/s/i/c/o/ letras: t ó x i c o
1 2 3 4 5 6 7 1 2 3 4 5 6
galho fonemas: /g/a/lh/o/ letras: g a l h o
1 2 3 4 1 2 3 4 5
5) As letras m e n, em determinadaspalavras, não representam fonemas. Observe os exemplos:
compra
conta
Nessas palavras, m e n indicam a nasalização das vogais que as antecedem.
Veja ainda:
nave: o /n/ é um fonema;
dança: o n não é um fonema; o fonema é /ã/, representado na escrita pelas letras a e n.
6) A letra h, ao iniciar uma palavra, não representa fonema.
Exemplos:
hoje fonemas: ho / j / e / letras: h o j e
12 3 1 2 3 4
Classificação dos Fonemas
Os fonemas da língua portuguesa são classificados em:
1) Vogais
As vogais são os fonemas sonoros produzidos por uma corrente de ar que passa livremente pela boca. Em nossa língua, desempenham o papel de núcleo das sílabas. Assim, isso significa que em toda sílaba há necessariamente uma única vogal.
Na produção de vogais, a boca fica aberta ouentreaberta. As vogais podem ser:
a) Orais: quando o ar sai apenas pela boca.
Por Exemplo:
/a/, /e/, /i/, /o/, /u/.
b) Nasais: quando o ar sai pela boca e pelas fossas nasais.
Por Exemplo:
/ã/: fã,canto,tampa
/ /:dente,tempero
/ /:lindo,mim
/õ/bonde,tombo
/ / nunca, algum
c) Átonas: pronunciadas com menor intensidade.
Por Exemplo:
até, bola
d)Tônicas: pronunciadas com maiorintensidade.
Por Exemplo:
até, bola
2) Semivogais
Os fonemas /i/ e /u/, algumas vezes, não são vogais. Aparecem apoiados em uma vogal, formando com ela uma só emissão de voz (uma sílaba). Nesse caso, esses fonemas são chamados de semivogais. A diferença fundamental entre vogais e semivogais está no fato de que estas últimas não desempenham o papel de núcleo silábico.
Observe a palavrapapai. Ela é formada de duas sílabas: pa-pai. Na última sílaba, o fonema vocálico que se destaca é o a. Ele é a vogal. O outro fonema vocálico i não é tão forte quanto ele. É a semivogal.
3) Consoantes
Para a produção das consoantes, a corrente de ar expirada pelos pulmões encontra obstáculos ao passar pela cavidade bucal. Isso faz com que as consoantes sejam verdadeiros "ruídos", incapazes...
tracking img