Fome da africa

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (254 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de agosto de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
África Devastada por secas e cheia, mas, sobretudo por guerras civis (entre 30 e 40 no final do século XX), todo o continente africano parece ter mergulhadono abismo. Terminados os conflitos o terror não termina nas zonas rurais, onde a presença de minas e de munições não explodidas constitui uma ameaça permanenteà reconstrução das comunidades rurais.

Etiópia, Eritréia, Somália, Sudão, Quênia, Uganda e Djibuti a fome que há muito mata nestes países milhões deafricanos, já deixou de ser notícia na imprensa internacional. Entre as principais causas desta mortandade está a seca, as guerras e a permanente instabilidadepolítica e religiosa na região.
Zâmbia, cerca de quatro milhões de pessoas (numa população de dez milhões) foi afetada pela seca que destrui, este ano, parte das suascolheitas. A situação está a tornar-se rapidamente catastrófica. (Dados de 2002)
Na África austral, existem presentemente 10 milhões de mulheres, homens ecrianças a conhecer formas extremas do flagelo da fome. Malaui, Zimbábue, Lesoto e a Suazilândia são alguns dos países mais afetados. Malaui enfrenta seca e apior fome nos últimos 50 anos. Segundo o governo, 70% da população de 11 milhões passam fome.
Em Moçambique e Angola (apesar de ter terminado a guerra), asituação é reconhecidamente trágica. (Junho de 2002)
As perspectivas de desenvolvimento para este continente são pouco animadoras. Na África subsaariana, o númerode pobres pode aumentar de 315 milhões em 1999 para 404 milhões em 2015, afetando perto de metade da população da região (Banco Mundial, Abril de 2003).
tracking img