Fluorese do esqueleto

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1142 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
FLUOROSE DO ESQUELETO



1. Conceito

Defini-se fluorose do esqueleto, fluorose óssea ou osteofluorose uma doença causada por consumo excessivo de flúor, onde ocorrem deformações ósseas por enfraquecimento do tecido dos ossos. O flúor, elemento químico essencial, encontrado em mamíferos, é caracterizado e rigorosamente dosado por suas capacidades reativas e tóxicas quando presente em nívelelevado no organismo.

2. Fisiopatologia

Os tecidos minerais contém praticamente noventa e nove porcento de flúor do organismo, com uma grande maioria nos ossos. O componente mineral dos tecidos duros do organismo é geralmente a apatita, um fosfato de cálcio, que caracteriza-se por pequenos minerais encaixados numa matriz. Mesmo que o flúor não seja um dos únicos íons suscetíveis decontaminar a apatita, ele tem a particularidade de ser o único a poder se incorporar com facilidade na estrutura dos cristais, por substituição de uma hidroxila (OH): podendo essa, acontecer de duas maneiras, seja durante a formação do cristal por incorporação direta ou após a formação, por deslocamento de OH. Querer definir uma concentração ótima do flúor nos ossos não é interesse prático. Podem-seencontrar concentrações diferentes como 50 ppm na costela de um recém-nascido e 15000 ppm na de um adulto com fluorose. Assim, nota-se que a concentração média nos ossos está entre 1000 e 5000 ppm, variando de acordo com o lugar, atividade de remodelamento e a vascularização. Ainda, considera-se que os ossos são vivos, em constante metamorfose, prosseguindo a incorporação do flúor por toda vida ediminuindo no envelhecimento.

3. Sinais e Sintomas

Os sinais e sintomas da doença discutida, apresentam-se de acordo com os níveis de concentração de flúor em miligramas por quilograma de peso, definindo a fluorose do esqueleto em fases: Osso normal (500 a 1,000 mgF/Kg); o indivíduo não apresenta sintomas. Fase pré – clínica (3,500 a 5,500 mgF/Kg); assintomático. Fase clínica I (6,000 a7,000 mgF/ Kg); dor esporádica, com rigidez nas articulações, osteosclerose (aumento da espessura do córtex ósseo) na pelvis e coluna vertebral. Fase clínica II (7,500 a 9,000 mgF/Kg); dor crônica nas articulações, sintomas de artrite, ligeira calcificação dos ligamentos, aumento osteosclerose, presença ou não de osteoporose dos ossos longos. Fase clínica III : fluorose incapacitante (8,400 mgF/Kg);limitação do movimento articular, calcificação dos ligamentos do pescoço e coluna vertebral, deformidades incapacitantes da coluna e grandes articulações, perda de massa muscular, defeitos / compressão neurológicos da medúla espinhal.

4. Diagnóstico

No quadro clínico, o flúor depositado nos ossos pode ser reconhecido ao exame radiológico. Nos estágios iniciais o aumento de densidade apareceao nível da coluna lombar e pelvis, podendo ocorrer também a ossificação dos ligamentos. Recentemente, muitos casos não são acompanhandos de nenhuma manifestação clínica. À medida que aumenta, a deposição óssea pode levar a exostose (tumoração na superficíe de um osso causada por traumatismo, inflamação ou perturbação da ossificação) de ossos longos. Ainda não são bem conhecidas as relaçõesentre o nível de fluoretos na urina e as taxas de deposição nos ossos, entretanto sua dosagem pode servir como um indicador de exposição, em Programas de Vigilância, onde há trabalhadores expostos á inalação de poeiras/ fumos de flúor em indústrias, o uso de carvão como fonte de combustível interior (prática comum na China) e consumo de água potável de fluoretação. Considera-se, ainda, a históriaclínica, história ocupacional e achados radiológicos característicos do índividuo avaliado.







5. Tratamento

Atualmente, não existem tratamentos estabelecidos para os pacientes que apresentam fluorose do esqueleto. No entanto, é reversível, em alguns casos, dependendo da progressão da doença. Se a ingestão de flúor é interrompida, o flúor excessivo existente nas estruturas ósseas irá...
tracking img