Florence nightgale

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1610 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
ESCOLA DE ENFERMAGEM CRUZ VERMELHA

FLORENCE NIGHTGALE

PAULA SANTOS

RIO DE JANEIRO
2013
SUMÁRIO

1.0 .VIDA E OBRA..................................................................................................3
2.0 .PENSAMENTOS E FRASES...........................................................................7
3.0 REFERENCIASBIBIOGRÁFICAS....................................................................8

VIDA E OBRA
Florence Nightgale

O filme narra- com base em suas cartas e diários pessoais- a história de uma mulher que viveu no século XIX, e revolucionou o modo como lidar com os feridos em tempos de guerra. Nascida em 1820 na cidade de Florença, herdeira de uma família abastada, porém conservadora, tendo como base religiosa o anglicanismo que lheajudou a crer que existia algo maior. Em 1837, com apenas 17 anos Florence, sentada sob uma árvore ouve o que ela chamava “a voz de Deus”. Naquele momento ela percebe que sua vocação estava baseada no auxílio que ela podia dar a Deus, mas como fazer isso? Dúvidas saltaram em sua mente, o que de fato Deus estava querendo dela? Depois de orar a resposta veio. Ainda assim, instalara-se nela um grandeduelo, pois de um lado, o conservadorismo no qual havia sido criada e se dedicar a causas que ela mesma em princípio não entendia. Tal duelo gritava forte no mais profundo de seu ser, entre a razão e o dever. Havia sido criada para o matrimonio e com um pretendente pré-estabelecido por seus pais o que fazer, casar-se ou seguir a voz que ouvia que mesmo ela por vezes duvidava, além de não contarsequer com a cumplicidade de seus pais. Ela chora em silencio, atitude peculiar aos escolhidos por Deus e que por vezes temem perecer diante de sua escolha. Em detrimento de sua vontade, a de tornar-se enfermeira, o que na época era visto como uma profissão promíscua e medíocre, já que até as prostitutas eram capazes de exercê-la, ela perde a confiança e cumplicidade de sua mãe, uma senhora dedicadaaos deveres do lar e ao marido.
Por dois anos Florence prestou sua ajuda aos feridos da Guerra da Criméia e de lá trouxe consigo a certeza de que estava no caminho certo, além, claro da dor de ver muitos feridos e ela com escassos recursos para o tratamento, volta chocada com o fato de seu próprio país “abandonar” soldados que estavam ali para defender sua pátria, e isso pouco importava a realezade Vitória, uma rainha nada envolvida nas questões humanitárias , porém muito vaidosa com seu status. A fim de conhecer de perto a tal “salvadora dos soldados”, a “dama da lamparina”- por visitar os alojamentos dos feridos as escuras, durante a noite, assim era conhecida Florence. Em 1856 a Rainha Vitoria então a convida pra uma conversa até então “amistosa”, mas não muito profunda nas questõesdos feridos , Florence foi ao Palácio de Buckingham para expor os fatos que havia presenciado , mas a rainha estava esperando notícias vazias, nada muito aprofundado, mas Florence, em sua sinceridade, expõe com clareza sua decepção diante de fatos que julgava absurdos, ela esteve na guerra, viu de perto os horrores de feridos que eram escolhidos por um médico inescrupuloso de nome John Hall, quedizia que a medicação deveria ser ministrada apenas aos oficiais e não aos soldados. Muito contrariada a rainha se aborrece com o que pra ela seria um insulto de Florence estar diante dela mostrando-lhe sua total incompetência diante de tantas pessoas mortas e feridas enquanto homens que nada fizeram por merecer ganhavam medalhas. Respaldada em suas experiências pessoais, afinal, esteve por doisanos servindo e visitando muitos lugares pela Europa, ela propõe a realeza, que seja instaurada uma Comissão Real com a finalidade de prestar homenagens aos mortos na guerra, julgar os negligentes diante de soldados moribundos e não menos importante, criar uma reforma no sistema hospitalar da época. Tendo como premissa ser confidencial, a rainha pede então relatórios escritos à enfermeira...
tracking img