Flocore

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1010 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
FOLCLORE | CULTURA
• MANIFESTAÇÕES CULTURAIS
Carnaval (bairro Jaraguá, Pinto da Madrugada, Pecinhas de Maceió, Seresta da Pitanguinha), Festas Juninas (São João, São Pedro – procissão pela enseada da Pajuçara - e Santo Antônio), Natal.
• FOLCLORE
• GUERREIRO
Característico de Alagoas, o guerreiro nasceu da mistura do Reisado, Auto dos Caboclinhos, Chegança e Pastoril, guardando com oprimeiro uma grande semelhança, quebrada apenas pelo maior número de figurantes e episódios, além de trajes mais ricos e cantigas mais belas.
È uma seqüência de cantigas dançadas por um conjunto de bailarinos paramentados de vestimentas multicoloridas, imitando antigos trajes da nobreza colonial. È justamente a vestimenta que mais chama a atenção neste folguedo. Nestes paramentos, as seda, o brocado eos metais e pedras preciosas são substituídos, pelo gosto e possibilidade econômica do povo, por fitas, espelhos, enfeites de árvore de natal, contas coloridas, diademas e coroas de imitação.
• CHEGANÇA
É de tradição ibérica, assimilados e adaptado pelo nosso povo desde os primórdios da colonização. Trata das lutas marítimas entre mouros e cristãos, a exemplo das mouriscadas da Península Ibérica.Quase todo cantado e bailado, é representado numa barca arrumada especialmente para tal fim, com os participantes caracterizados conforme seus postos e patentes: Almirante, Capitão-de-Mar-e-Guerra, Mestre Piloto, Mestre-patrão, Padre-Capelão, Doutor-Cirurgião, oficiais inferiores, marujos e, na ultima parte do auto, o embaixador, os guerreiros e o Rei Mouro.
• BAIANAS
Oriundo do Sul dePernambuco, este folguedo penetrou em nossa cultura, inicialmente, como clube de carnaval, fixando-se posteriormente, como função natalina. È uma modificação rural do Maracatu, em que elementos do Pastoril e dos Cocos se misturam a danças e canções de nítida influência religiosa negra, sem a participação da corte e da boneca, como caso daquele.

As dançadoras, vestidas em estilizações ou adaptações doclássico traje de baiana (vestidos compridos de florões, blusas de cor, torços de seda e balangandans de imitação), dançam e fazem evoluções ao som de bombos, ganzás e outros instrumentos de percussão.
• BUMBA - MEU - BOI
Manifestação que celebra o boi, representado em quase todo o Brasil, com pequenas variações de nome e estilo.
O “boi”, uma armação de madeira recoberta de tecido vistoso, éconduzido por dois vaqueiros, entre danças e trejeitos no meio da multidão. Durante o auto, é comum a apresentação de pequenas coreografias relativas a outros animais.
• REIZADO
De origem portuguesa, o reisado é similar ao vasto ciclo de folguedos derivados das “janeiras” e “reis”, encontrados no folclore de outros estados do país.
Consiste, basicamente, numa série de episódios, tais como oPedido de Abrição de Porta, Louvações e Marchas de Entrada, Ceia e Despedida, entre as quais realizam-se representações dramáticas, denominadas “Entremeios”, danças cantadas, chamadas “peças” e partes declamadas conhecidas sob o nome de “Embaixadas” ou “Chamadas de Rei”.
• QUILOMBO
Inicialmente, tido como originário dos acontecimentos na Serra da Barriga, é, na verdade, uma adaptação alagoana dedanças que representam lutas, ora entre brancos e negros, ora índios, ora mouros e cristãos.
Segundo Théo Brandão, o auto é “uma re-interpretação de origem e erudita”. Ao confirmar esse fato, ocorre a derrota dos negros no final da representação, comprovando ser um bailado idealizado por brancos.
• PASTORIL
De origem lusitana, reproduz peças natalinas defronte a presépios ou em tablados armados comesta finalidade, e é o mais popular e difundido folguedo de Natal no folclore de Maceió.
Trata-se de uma fragmentação do Presépio, sem os textos declamados e diálogos, constituído apenas por jornadas soltas, canções e danças religiosas ou profanas, de variados estilos e épocas, sem qualquer ordem ou seqüência lógica. Apenas a jornada inicial – ou Boa Noite – e a final – ou Despedida -,...
tracking img