Fisiologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2736 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
FACULDADES UNIDAS DO VALE DO ARAGUAIA.

SISTEMA TEGUMENTAR

Danielle Carmo Pitaluga






Barra do Garças – MT, novembro de 2012


FACULDADES UNIDAS DO VALE DO ARAGUAIA.







SISTEMA TEGUMENTAR
Danielle Carmo Pitaluga


Trabalho realizado pela acadêmica Danielle Carmo Pitaluga ao Curso de Enfermagem das Faculdades Unidas do Vale do Araguaia comopré-requisito de aprovação parcial na disciplina de Anatomia Humana, sob a orientação do Professor Me. Abel Pompeu de Campos Júnior.




Barra do Garças – MT, novembro de 2012.
Sumário

1 – ESTRUTURA DO TEGUMENTO
1.1 Pele
1.2 Epiderme
1.3 Derme
1.4 Unhas e Pelos

2- FUNÇÕES
1.5 DISTRIBUIÇÃO DOS PÊLOS
1.6 UNHAS
1.7 GLANDULASSEBÁCEAS

INTRODUÇÃO

O tegumento humano, mais conhecido como pele, é formado por duas camadas distintas, firmemente unidas entre si: a epiderme e a derme. Toda a superfície cutânea está provida de terminações nervosas capazes de captar estímulos térmicos, mecânicos ou dolorosos. Essas terminações nervosas ou receptoras cutâneas são especializadas na recepção de estímulos específicos. Não obstante,alguns podem captar estímulos de natureza distinta. Porém na epiderme não existem vasos sanguíneos. Os nutrientes e oxigênio chegam à epiderme por difusão a partir de vasos sanguíneos da derme.

DESENVOLVIMENTO

O tegumento comum constitui o manto contínuo que envolve todo o organismo, protegendo-o e adaptando-o ao meio ambiente. Esse invólucro somente é interrompido ao nível dos orifíciosnaturais (narinas, boca, olhos, orelha, ânus, vagina e pênis) onde se prolonga pela respectiva mucosa.
Sob o ponto de vista anatômico o tegumento comum é formado por dois planos, o mais superficial denominado cútis ou pele e o mais profundo tela subcutânea.
Dependentes da cútis encontramos uma série de estruturas chamadas anexos cutâneos, que são os pelos, as unhas e as glândulas (sebáceas,sudoríferas, ceruminosas, vestibulares nasais, axilares, circumanais e mamas).

Epiderme
A epiderme é um epitélio multiestratificado, formado por várias camadas (estratos) de células achatadas (epitélio pavimentoso) justapostas. A camada de células mais interna, denominada epitélio germinativo, é constituída por células que se multiplicam continuamente; dessa maneira, as novas células geradas empurramas mais velhas para cima, em direção à superfície do corpo. À medida que envelhecem, as células epidérmicas tornam-se achatadas, e passam a fabricar e a acumular dentro de si uma proteína resistente e impermeável, a queratina. As células mais superficiais, ao se tornarem repletas de queratina, morrem e passam a constituir um revestimento resistente ao atrito e altamente impermeável à água,denominado camada queratinizada ou córnea.
Nas regiões da pele providas de pêlo, existem terminações nervosas específicas nos folículos capilares e outras chamadas terminais ou receptores de Ruffini. As primeiras, formadas por axônios que envolvem o folículo piloso, captam as forças mecânicas aplicadas contra o pêlo. Os terminais de Ruffini, com sua forma ramificada, são receptores térmicos de calor.Na pele desprovida de pêlo e também na que está coberta por ele, encontram-se ainda três tipos de receptores comuns:
1) Corpúsculos de Paccini: captam especialmente estímulos vibráteis e táteis.São formados por uma fibra nervosa cuja porção terminal, amielínica, é envolta por várias camadas que correspondem a diversas células de sustentação. A camada terminal é capaz de captar a aplicação depressão, que é transmitida para as outras camadas e enviada aos centros nervosos correspondentes.
2) Discos de Merkel: de sensibilidade tátil e de pressão. Uma fibra aferente costuma estar ramificada com vários discos terminais destas ramificações nervosas. Estes discos estão englobados em uma célula especializada, cuja superfície distal se fixa às células epidérmicas por um prolongamento de seu...
tracking img