Fisiologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (636 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
A servidão moderna

A servidão moderna é um livro e um documentário de 52 minutos produzidos de maneira completamente independente; o livro em certos lugares alternativos na França e na Américalatina é distribuído gratuitamente. O texto foi escrito na Jamaica em outubro de 2007 e o documentário foi finalizado na Colômbia em maio de 2009 e existe nas versões francesa, inglesa e espanhola.
Apartir de imagens de documentos essencialmente provenientes de filmes de ficção e de documentários, elaborou-se o filme. O seu objetivo principal é atacar de frente a organização dominante do mundo ede por em dia a condição do escravo moderno dentro do sistema totalitário mercante e de evidenciar as formas de mistificação que ocultam esta condição subserviente.
Trata-se de uma críticada sociedade que devemos combater. Esse filme é antes de tudo um instrumento militante no intuito de fazer com que muitas pessoas se questionem e difundam a crítica universalmente, principalmenteonde ela não tem acesso. Não é necessário um guru que venha nos explicar como devemos agir: a liberdade de ação deve ser nossa principal característica e os que desejam permanecerem escravos estãoesperando o messias ou a obra e basta segui-la  ao pé da letra para libertarem-se.
Toda espécie de religião é condenada por nós, pois as mesmas causam ilusões permitindo-nos aceitar nossa sórdida condiçãode dominados. A busca de um bode expiatório em função de sua preferência religiosa ou étnica é tão antiga quanto à civilização e não é mais que o produto das frustrações daqueles que procuramrespostas rápidas e simples frente ao mal que nos esmaga. Quanto à natureza de nossa luta, não se deve haver ambiguidade. Estamos de acordo com a emancipação da humanidade inteira, fora de todadiscriminação.  é a essência do programa revolucionário ao qual aderimos é todos por todos 
Diógenes de Sinope, Etienne de La Boétie, Karl Marx e Guy Debord são as referências desse filme, cabendo a...
tracking img