Fisiologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2290 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Sistema Respiratório

Fisiologia

• Respiração: é dividida em três funções principais: ventilação, difusão e transporte.

o Ventilação pulmonar: é o influxo e o efluxo de ar entre a atmosfera e os alvéolos pulmonares.Ocorre principalmente (condições normais) movimentação de subida e descida do diafragma para aumentar ou diminuir a cavidade torácica.

▪ Pressãopleural: pressão pleural refere-se à pressão existente no estreito espaço entre a pleura pulmonar e a pleura da parede torácica. No início da inspiração, a pressão pleural normal é de aproximadamente -5 cm de água. A seguir, durante a inspiração normal, a expansão da caixa torácica traciona a superfície dos pulmões com maior força e cria pressão ainda mais negativa, atingindo valor médio de cercade -7,5 cm de água. A seguir, durante a expiração, esses eventos são essencialmente invertidos.

▪ Pressão alveolar: A pressão alveolar refere-se à pressão existente no interior dos alvéolos pulmonares. Quando não ocorre fluxo de ar para dentro e para fora dos pulmões, as pressões em todas as partes da árvore respiratória, ao longo dos alvéolos, são exatamente iguais àpressãoatmosférica, considerada como 0 centímetro de água. Para provocar a entrada de ar durante a inspiração, a pressão nos alvéolos deve cair para um valor ligeiramente inferior à pressão atmosférica,a pressão alveolar cai para cerca de menos 1 cm de água durante a inspiração normal. Essa pressão negativa muito pequena é, entretanto, suficiente para determinar a entrada de ar nos pulmões nos 2 segundosnecessários para a inspiração. Durante a expiração, ocorrem eventos opostos: a pressão alveolar se eleva para cerca de +1 cm de água, forçando a saída de ar inspirado dos pulmões durante os 2 a 3 segundosda expiração.

▪ Inspiração: o diafragma se contrai puxando as superfícies inferiores dos pulmões para baixo, com isso a pressão interna diminui e o ar entra, é ativa.▪ Expiração: o diafragma relaxa, e o recuo elástico dos pulmões, parede torácica e estruturas abdominais comprimem os pulmões expelindo o ar, é passiva.

▪ Durante a respiração forçada as forças elásticas não são poderosas o suficiente para produzir a rápida expiração necessária, assim uma força extra é obtida principalmentepela contração da musculatura abdominal, que empurrao conteúdo abdominal para cima contra a parte inferior do diafragma, comprimindo, desta maneira, os pulmões.

▪ Complacência pulmonar: é a extensão na qual os pulmões se expandirão por cada unidade de aumento de pressão. A complacência normal é, em média, de 200 ml de ar por centímetro de pressão de água. Isto é, sempre que a pressão aumentar 1 centímetro, o volume pulmonar, após10 a 20 segundos, expandirá 200ml. Quanto maior a complacência menor a elasticidade, isso ocorre empessoas de idade avançadas e portadores de DPOC.

▪ Volume minuto respiratório: O volume-minuto respiratório é a quantidade total de ar novo que penetra nas vias respiratórias a cada minuto; é igual ao volume corrente vezes a frequência respiratória. O volume corrente normal é decerca de 500 ml, enquanto a frequência respiratória normal é de aproximadamente 12 respirações por minuto.

▪ Espaço morto: parte do ar que uma pessoa respira nunca atinge as áreas de troca gasosa, servindo tão-somente para encher as vias respiratórias onde não ocorre troca gasosa. Esse ar é denominado ar do espaço morto, visto não ter qualquer utilidade para o processo das trocasgasosas; as vias respiratórias onde não ocorre troca gasosa são denominadas espaço morto.

• Espaço morto anatômico: é o espaço que vai da fossa nasal até o bronquíolo terminal, é uma zona de condução que não participa das trocas gasosas. Corresponde a 2/3 do espaço morto fisiológico.

• Espaço morto alveolar: regiões dos pulmões onde não há troca...
tracking img