Filosofia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (282 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
“A filosofia grega parece começar com uma ideia
absurda, com a proposição: a água é a origem e a matriz
de todas as coisas. Será mesmo necessário deter-nos
nela elevá-la a sério? Sim, e por três razões: em primeiro lugar, porque essa proposição enuncia algo sobre
a origem das coisas; em segundo lugar, porque o faz
sem imagem efabulação; enfim, em terceiro lugar, porque nela, embora apenas em estado de crisálida, está
contido o pensamento: ‘Tudo é um’. A razão citada em
primeiro lugar deixa Talesainda em comunidade com
os religiosos e supersticiosos, a segunda o tira dessa
sociedade e no-lo mostra como investigador da natureza, mas, em virtude da terceira, Tales setorna o primeiro filósofo grego. Se tivesse dito: ‘Da água provém
a terra’, teríamos apenas uma hipótese científica, falsa,
mas dificilmente refutável. Mas ele foi alémdo cientí-
fico. Ao expor essa representação da unidade através
da hipótese da água, Tales não superou o estágio inferior das noções físicas da época, mas, no máximo,saltou sobre ele. As parcas e desordenadas observações
de natureza empírica que Tales havia feito sobre a
presença e as transformações da água ou, mais exatamente, doúmido, seriam o que menos permitiria ou
mesmo aconselharia tão monstruosa generalização; o
que o impeliu a esta foi um postulado metafísico, uma
crença que tem sua origemem uma intuição mística
e que encontramos em todos os filósofos, ao lado dos
esforços sempre renovados para exprimi-la melhor – a
proposição: ‘Tudo é um’.
[...] QuandoTales diz: ‘Tudo é água’, o homem [...]
pressente a solução última das coisas e vence, com esse
pressentimento, o acanhamento dos graus inferiores do
conhecimento.”
tracking img