Antigona

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2596 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
ANTÍGONA é uma mulher de coragem, orgulhosa, autoconfiante, que lutava por uma causa: prestar homenagens ao irmão defunto fazendo as libações e jogando um pouco de terra sobre os seus restos mortais. Tinha ousadia de liberdade nas atitudes e opiniões, desejava a igualdade entre os povos, buscava um mundo melhor, defensora de uma justiça em um mundo corrupto onde o poder estava totalmente nas mãosdo Rei.
O seu destino foi sua escolha. A filha de Édipo, atormentada pela crescente infelicidade da sua família, talvez estivesse ao desafiar a lei, em busca de uma morte gloriosa, solene, autosacrificando no altar da sua raça em extinção. “…será levada a um lugar ermo; e ali será  enterrada viva….” Dessa forma, além de cumprir seu dever em dar a sepultura a seu irmão, deixaria de viver nummundo impuro, cheio de injustiças.
As Mulheres na Antiguidade não tinham o direito de refutar as decisões masculinas, mesmo quando estas provavam serem injustas, pois seria desonroso ao homem acatar a opinião de uma mulher.
Antígona representa a mulher guerreira, determinada em suas escolhas, nenhuma lei humana poderia detê-la naquele seu ato de desobediência, pois seus desígnios eram bem maisprofundos. Além de estar contestando um homem, ela desafiou o próprio rei em busca de seus direitos. “…Ele não tem o direito de impedir os meus deveres sagrados…” Entrando em conflito com a lei dos homens → Creonte.
 
Creonte ao tomar conhecimento de que Antígona havia concedido sepultara a seu irmão, violando as ordens impostas por ele, tomado de raiva, ordenou que a enterrassem  viva, pois alémdela tê-lo desobedecido, ele não poderia voltar atrás com sua decisão para  fazer a vontade de uma mulher, ainda sendo sua sobrinha e noiva de seu filho.
“,,,será enterrada viva, em um túmulo subterrâneo, revestido de pedra, com alimento o bastante para que a cidade não seja maculada pelo sacrilégio. Lá não chegará som de humana voz, ela poderá conversar em paz com seus mortos queridos e invocar aHades, o único deus por ela venerado. Talvez a salve da morte…Talvez assim ela se convença de quão inútil é prestar culto aos mortos!”
 
Mesmo sabendo que seu fim seria trágico, Antígona não apela por misericórdia, ela foi uma heroína, teve coragem de assumir todos os atos cometidos, e o símbolo da resistência a toda essa tirania  foi sua sentença de morte – pagando com sua própria vida.
Nafigura de ISMÊNIA temos uma mulher oposta a Antígona. Ela se mostra uma mulher passiva, frágil, insensível as responsabilidades que por sangue pertencia, covarde e temerosa com as consequências que poderia sofrer, adverte a irmã que elas descendem de uma dinastia amaldiçoada onde todos os antepassados  tiveram uma morte horrível, por isso prefere acatar as determinações do rei.
“Laio, o avô, foimorto pelo próprio filho Édipo, que depois arrancou os próprios olhos, Jocasta, simultaneamente, a mãe e avó delas, se suicidou-se, e seus dois irmãos, Etéocles e Polinices, foram-se na voragem do fratricídio.”

A peça, entre as mais comentadas do Ocidente, encerra uma multiplicidade de conflitos: Família x Estado (Hegel); legitimidade x legalidade; primazia do laço de sangue (irmão) sobreestruturas sociais (marido) e políticas (leis da polis); Tirania (violência de Creonte) x racionalidade de Antígone e de Hémon; religião da cidade e do Olimpo x religião dos mortos; poder político x religião; leis da cidade x leis do mundo; leis dos homens x leis divinas; vida x morte gloriosa; obediência x dever religioso; leis escritas x leis não escritas; vontade do governante x opinião pública; lógicado estado x lógica popular; piedade religiosa x impiedade; pureza x impureza; homens x mulheres; poder x corrupção; poder x anarquia; destino x história; velhos x jovens; indivíduo x Estado; transcendência – imanência. Em suma, Antígona nos confronta com ‘situações-limites’, com a inevitável dimensão ‘agonística’ da existência humana, envolvendo vivos e mortos, comunidade política e o indivíduo,...
tracking img