Filosofia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 24 (5931 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1 CONCEPÇÔES SOBRE O SER HUMANO 3-4

2 CONCEPÇÕES FILOSOFICAS NAS PRÁTICAS HUMANAS E SOCIAIS 4-5

3 MUSICA: COMIDA 6-7

4 AS TRANSFORMAÇÕES SOCIAS E O PAPEL DA MULHER 7-8-9

5 O PRECONCEITO, MUITAS VEZES, TEM COMO ALVO PESSOAS QUE PERTENCEM A MINORIAS OU A GRUPOS EM INFERIORIDADE ECONÔMICA 10-13

6 JUSTIÇA SOCIAL, DEMOCRACIA E CIDADANIA .................14-187 ÉTICA, CIDADANIA E DEMOCRACIA .....................................19-20

6 RELATÓRIO FINAL 21

7 BIBLIOGRAFIA 22

CONCEPÇÔES SOBRE O SER HUMANO

O mundo existe independentemente da nossa existência, e ele é como enxergamos.

A realidade é o ajuste que fazemos entre o que enxergamos é a idéia do que temos sobre as coisas, ou seja é tudo que existe de fato.

Podemosentão dizer que mundo é tudo aquilo que constitui a realidade.

O ser humano é um termo genérico que diz respeito à espécie. Ser humano é ser singular, autônomo, original e principalmente dotado de pensamento livre e sem limites.

O ser humano não consegue viver isoladamente, as relações entre as pessoas formam uma sociedade, portanto o ser humano não pode se realizar como tal senão vivendosociedade .

A grande finalidade da vida social é garantir a continuidade da vida, satisfazer as necessidades, interesses e desejos dos seres humanos.

O conhecimento é a relação que os ser humano faz entre um sujeito e o objeto a ser conhecido. Esta relação é uma construção fundada no uso crítico da razão, vinculado a princípios éticos e as raízes sociais.

O ser humano se torna um cidadãoquando dentro de uma sociedade ele tem direitos e deveres, e através desses direitos ele pode exercer a sua cidadania e melhorar a sua qualidade de vida.

As condições de qualidade de vida são termômetros de nossa situação de cidadão,pois os problemas evidenciados no espaço urbano são uma espécie de termômetro das condições de vida da população e resultam, em grande medida, das fragilidades deoutras políticas sociais, tais como a de reforma agrária,habitação, saúde, educação e geração de emprego e renda. Ao mesmo tempo, as formas e o nível de acesso a alguns bens e serviços urbanos têm implicações imediatas na qualidade de vida e até mesmo sobre a demanda por outros serviços e programas sociais
Portanto o bem estar social e coletivo são sinônimos de uma vida cidadã, pois a harmonia éuma das condições de estabilidade de uma sociedade.

Para que esse bem estar social e coletivo seja mais harmônico precisamos combater todos os tipos de preconceitos, dentre eles o racismo que em nosso posicionamento é o que mais afeta a construção de um ser humano dentro de uma sociedade, pois a ele é atribuída a inferioridade.

CONCEPÇÕES FILOSOFICAS NAS PRÁTICAS HUMANAS E SOCIAIS

Podemosnotar que várias concepções filosóficas nos acompanham até os dias de hoje.

Como já dizia Aristóteles "a vocação do homem é ser feliz", porém esta felicidade só pode ser encontrada na vida em sociedade. A felicidade pode até passar pela individualidade, mas o foco é o todo.

Sócrates por sua vez, preocupa-se com o conhecimento e com o que possibilita a ação, ou seja, o saber e fazerprático, coerente.

O homem medieval foi o motor do conhecimento, isto é, aquele que conhecia, buscava informação procurando saber e sendo influenciado. Ele buscava o centro e todo o seu caminho era determinante porque queria “algo mais”.

O caminho filosófico não era suficiente para chegar a Deus, pois para Santo Agostinho o Espírito se revela ao homem. A virtude da caridade mantém o homem numa“reta” ordem, ou seja, esta prática é fundamental e há uma relação de reciprocidade, pois com Deus mantenho uma relação sem anulação.

No renascimento há uma ruptura, pois o homem não viabiliza a elevação individual, ou seja, a concepção de homem mudou completamente.

Neste período ele era mau por natureza e sua moral era relativa e pragmática, sua ação visava o fim sem pensar nos meios, ou...
tracking img