Filariose

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas: 16 (3798 palavras)
  • Download(s): 0
  • Publicado: 17 de novembro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical 38(2):131-136, mar-abr, 2005

ARTIGO/ARTICLE

Filariose linfática em Belém, Estado do Pará, Norte do Brasil
e a perspectiva de eliminação
Lymphatic filariasis in Belém, Pará State, North of Brazil
and the perspective of elimination
Gilberto Fontes1, Reinaldo F. Braun2, Habib Fraiha Neto3, João Batista F. Vieira4, Saturnino
S. Padilha2,Raimundo Cândido Rocha2 e Eliana M. Mauricio da Rocha1

RESUMO
Com o objetivo de caracterizar a situação epidemiológica da filariose linfática em Belém-PA foram analisados dados
dos inquéritos hemoscópicos de 1951 a 2003. As informações do período de 1951 a 1994 foram coletadas de relatórios
disponibilizados pela Fundação Nacional de Saúde. Os dados de 1995 a 2003 foram obtidos através deinquéritos realizados
em 62 bairros, dos oito distritos administrativos da cidade. Observou-se uma queda apreciável ao longo dos anos nos
índices de microfilarêmicos. As percentagens de parasitados nas décadas de 1950, 1960, 1970, 1980 e 1990, foram
respectivamente: 8,2%, 2,6%, 0,7%, 0,16% e 0,02%. Em 2001, foi diagnosticado um único microfilarêmico, interrompendo
uma série de dois anos semregistro de exames positivos na cidade. Em 2002 e 2003, inquéritos hemoscópicos e
entomológicos foram realizados, simultaneamente, não sendo detectados indivíduos microfilarêmicos ou mosquitos
infectados. Para manter essa tendência, medidas de vigilância devem ser observadas, a fim de detectar e tratar
precocemente pacientes, para evitar o risco de ressurgimento dos focos, aparentemente jácontrolados.
Palavras-chaves: Epidemiologia. Filariose linfática em Belém. Wuchereria bancrofti. Inquéritos.
ABSTRACT
The objective was to characterize the epidemiological situation of lymphatic filariasis in Belém, State of Pará. Hemoscopic
data was analyzed from 1951 through 2003. Information for the period from 1951 to 1994 was collected from reports
available from the National Health Foundation.Data from 1995 to 2003 was obtained through surveys carried out in 62
city sectors, within the eight administrative districts of the city. An appreciable drop in the microfilaraemic rates was
observed over the years. The percentages of parasitized individuals in the decades of 1950, 1960, 1970, 1980 and 1990,
were respectively: 8.2%, 2.6%, 0.7%, 0.16% and 0.02%. In 2001, a singlemicrofilaraemic case was diagnosed, interrupting
a series of two years without registering positive cases in the city. In 2002 and 2003, hemoscopic and entomological
surveys were performed simultaneously revealing no microfilariae positive individuals, nor infected mosquitoes. To
maintain this trend, surveillance measures must be conducted in order to detect and promptly treat patients, to prevent
the riskof resurgence of a focus apparently now controlled.
Key-words: Epidemiology. Lymphatic filariasis in Belém. Wuchereria bancrofti. Surveys.
A filariose linfática ou bancroftose é uma enfermidade
debilitante, com graves conseqüências sociais e econômicas,
causada no Brasil exclusivamente por helmintos da espécie
Wuchereria bancrofti (Cobbold, 1877). O número de infectados
no mundo é estimadoem 120 milhões, distribuídos em 80 países

de regiões tropicais25. É uma enfermidade negligenciada, sendo
prevalente em populações de baixo nível sócio-econômico,
carentes em saneamento e água tratada. O ser humano é o
único hospedeiro vertebrado do parasito, albergando vermes
adultos nos vasos linfáticos e microfilárias na circulação

1. Departamento de Patologia do Centro de CiênciasBiológicas da Universidade Federal de Alagoas, Maceió, AL. 2. Secretaria Municipal de Saúde Belém, PA.
3. Núcleo de Medicina Tropical da Universidade Federal do Pará, Belém, PA. 4. Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde.
Endereço para correspondência: Dr. Gilberto Fontes. DeptO de Patologia/Centro de Ciências Biológicas/UFAL. Pça Afrânio Jorge s/n, 57010-020 Maceió, AL,
Brasil....
tracking img