Fichamento

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1357 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Fichamento

‘’Os autores que estudam indisciplina escolar, geralmente, o fazem por meio de uma reflexão que privilegia os aspectos macroestruturais, em que a indisciplina é explicada a partir de determinações socioeconômicas; ou por meio de uma reflexão que prioriza os determinantes psíquicos do comportamento; ou, ainda, tentam relacionar os dois aspectos, embora mantidos como entidadesseparadas.’’ (P. 01 – 1 parágrafo)
‘’Ações consideradas indisciplina em um contexto escolar são sempre produzidas por uma rede de relações e forças e só podem ser compreendidas se considerarmos as originais articulações entre os seus determinantes históricos, sociais, econômicos e subjetivos que inauguram um novo fenômeno, com tempo e características próprias... Não existe uma subjetividade constituídaindependente do seu meio, e o ambiente, por sua vez, só pode ser percebido e habitado pela subjetividade.’’ (2 parágrafo)
‘’ Eu buscava uma teoria e, consequentemente, um método, que compreendesse o individuo na sua relação com o mundo, que superasse e articulasse as categorias estanques, sujeito e objeto, subjetivo e objetivo e pudesse considerar o campo que se inaugurasse no intervalo entreelas, com suas características, seu tempo, seu espaço e tudo aquilo que lhe é peculiar.
[...] Não me satisfaziam os estudos que enumeravam os fatores sociais e os fatores subjetivos que produzem a indisciplina escolar, tentando estabelecer uma relação forcada, de externalidade, de causa e efeito, entre eles, ignorando a existencia de teorias e paradigmas diversos e inconciliaveis.’’ (P. 2 – 1parágrafo)
‘’... Freud, embora defendendo o materialismo historico, distorce os conceitos marxistas, transformando, por exemplo, modo de producao em circunstancias economicas, classes sociais antagonicas em estratificacao social e ideologia (cuja funcao determinante é mascarar os conflitos sociais) em um conceito meramente psicologico.... A justificativa maior é que individuos reagem de formadiversa quando submetidos as mesmas determinacoes economicas. ’’ ( 3 paragrafo )
‘’ (MEZAN) Defende que ‘’não é possivel prescindir de fatores psicologicos quando se trata de reacoes de seres humanos vivos, pois estes não apenas devem ter participado no estabelecimento daquelas circunstancias economicas, mas tampouco, sob seu governo, os homens podem fazer outra coisa senao por em jogo seus impulsosde autopreservacao, de agressividade, na sua necessidade de amor ou sua tendencia a evitar o desprazer e a conquista do prazer.’’ ( P 3 - 1 paragrafo )
‘’ (Goncalves Filho 1998) Ele interpreta a humilhacao como uma situação intermediaria, ambigua...
O mecanismico no homem, que em Marx vem com a mercantilizacao das relações sociais e em Freud com a formacao das pressoes inconscientes, não é umfato natural mas historico e intersubjetivo. Conclui, pois, que a ‘’humilhacao social conhece, em seu mecanismo, determinacoes economicas e inconscientes’’ (P.15).’’ ( 2 paragrafo)
‘’(Crochik 1998) Para ele, o individuo é mediado socialmente, ou seja, é constituído pela sociedade. No entanto, embora recuse a ideia de que ele seja afetado externamente pela sociedade, utiliza-se do conceito deintrojeção, proposto por Freud, para definir o mecanismo através do qual o individuo se relaciona com o social.’’ (P. 4 – 1 paragrafo )
‘’Khan (1988) considera que Freud “conceitua a psique humana e seu funcionamento nos modldes da maquina: daí as suas teorias do aparelho psiquico, das catexias energeticas e das estruturas intrapsiqueicas...’’(P. 41).’’ (3 paragrafo)
‘’Loparic (1996) explica que‘’essa posicao decorre do fato de que, para a psicanalise classica, se inscreve na tradicao metafisica do cartesianismo, a realidade seja externa seja a interna, tem um único sentido: algo que já esta dado; povoado de objetos e cujo acesso, tambem único, se da por via da representacao... Na psicanalise classica, o homem e o mundo são duas dimessoes isoladas, dispostas face a face, que estabelecem...
tracking img