Fichamento "la edad media"

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2574 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
ROMERO, Jose Luis. La Edad Media. México: Fondo de Cultura Económica, 1987, pp. 105-140.

I – “LA TEMPRANA EDAD MEDIA.” (p.105)
Inicialmente, o autor, Jose Luis Romero, sintetiza o que seria a Alta Idade Média. Para ele, pode-se considerá-la como um período que transcorre entre a época das invasões e a dissolução do Império carolíngio. Sendo assim, a análise da ocupação do territórioromano por povos germânicos é fundamental ao entendimento do desenvolvimento da cultura medieval.

1) “Los Caracteres de la Realidad.” (p.105)
Neste tópico, o autor chama atenção ao processo de transformação que houve no
Império romano a partir da crise do século III. Segundo, Jose Luis Romero, não seria possível entender a Alta Idade Média sem que as mudanças econômicas, sociais e políticas doprocesso fossem consideradas. A partir desta crise, pode-se considerar o início do Baixo Império. Neste contexto, durante os primeiros séculos do império a romanidade se mantinha, caracterizando a época do principado. O autor cita alguns exemplos como o “testamento político de Augusto” e o enfatiza ao afirmar que a catástrofe do século III havia sido grave por despertar conspirações contra oespírito augustal. Desta forma, pode-se dizer que a inspiração ocidental de Augusto começou a declinar em comparação às elevações das regiões orientais do Império. Em seguida, o autor cita Diocleciano como fundamental na história romana e na história da cultura ocidental. A confirmação deste argumento se dá no momento em que o autor indica que Diocleciano foi o “ponto de partida” de uma nova era, apoiadona reorganização do Estado sobre uma burocracia que permitia sua intervenção em todos os aspectos da vida em comunidade. Desta forma, entende-se que a romanidade estaria se mesclando com as tendências de origem oriental. (p. 106)
O “modelo” Diocleciano pareceu lícito também ao Império Romano, onde Constantino batizou logo em seguida a “Nova Roma” de Constantinopla. É inegável, segundo o autor,que a preocupação de Diocleciano estava em lutar pela unidade, mantendo fidelidade às crenças tradicionais e enfraquecendo os cultos do Oriente Médio. Desta forma, Constantino teria propagado uma unificação espiritual baseada na velha religião. A obra de Diocleciano teria sido completada com a renovação dos princípios da comunidade romana dos imperadores que seguiram Constantino, principalmente porTeodosio, que havia transformado o cristianismo na religião oficial do Estado. Em seguida, ainda neste contexto, o autor chama atenção à localização no Oeste dos povos germânicos nos primeiros anos do século V. (p.107)
Esta influência germânica acabaria por destruir a ordem político tradicional e conseqüentemente resultaria na separação entre o ocidente e o oriente do império. Com a separaçãohouve ainda a passagem do poder político das minorias romanas às minorias germânicas, resultando em transformação da vida espiritual apontada mais detalhadamente pelo autor no decorrer de sua análise. Além desta consequência, havia ainda o fato de um terço da terra passar às mãos dos conquistadores, ficando o restante delas à mercê de um poder sem limites. Essa minoria guerreira, detentora do poderpolítico é nomeada por Jose Romero como “Aristocracia Rural”. (p.108)
Tornando-se a economia predominantemente rural, há de se considerar como consequência o fato da nova minoria coexistir com a antiga. Esta evidência produziu demarcações entre os campos de uma e de outra, além de, em se tratando de cultura, significar que os reinos romano-germânicos teriam sofrido constante cotejo com oImpério bizantino. No Império Bizantino, parecia haver a verdadeira civilização, mesmo com escasso poder ofensivo que não diminuía o prestígio romano inerente a ele. (p.109)
Neste tópico ainda, Jose Romero, aponta a importância dos monges e letrados bizantinos para a mentalidade política do ocidente. Para ele, na Idade Média deve-se considerar a inclusão do oriente na cultura ocidental, já que o...
tracking img