Fichamento de " o principe" maquiavel

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 15 (3628 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Fichamento do livro “O príncipe“de Maquiavel

NICOLAU, Maquiavel. O Príncipe. Trad. Maria Júlia Goldwasser. 2ª Ed. São Paulo: Martins Fontes, 1996 – (clássicos)


Palavras Chave

Estado, Virtude e Poder.

O Principe escrito por Nicolau Maquiavel em 1512, cuja primeira edição foi publicada postumamente em 1532, é um livro, um guia politico, dedicado a um Principe que esteja exercendo ogoverno de um Estado, e o autor se dedica a aconselhar este governante, afim de ele exerça seu governo de forma eficiente.

“Todos os estados, todos os domínios que tiveram e têm poder sobre os homens foram e são ou republicas ou principados. Os principados ou são hereditários, nos quais o sangue de seu senhor vem governando há longo tempo, ou são novos.” p. 3.
“Nos estados hereditários eacostumados à dinastia de seus príncipes são bem menores as dificuldades para se governar do que nos novos, pois, basta não descuidar da ordem instituída pelos seus antepassados.” p. 5.
“ O príncipe natural (hereditário) tem menos motivo e menos necessidade de ofender; daí resulta que seja mais amado.” p. 5.
“Sempre uma mudança deixa preparada as fundações da outra.” p. 6.
“Quem deseja conservar suasconquistas deve ter em mente duas precauções: uma é extinguir o sangue do antigo príncipe; outra é não alterar suas leis e impostos.” p. 9.
“Não se deve jamais deixar uma desordem prosperar para evita uma guerra, porque uma guerra não se evita, somente se posterga com desvantagem para si mesmo.” p. 15.
“Arruína-se quem é instrumento para que outro se torne poderoso, porque esse poder é dado oupela astucia pela força e ambas são suspeitas a quem se torna poderoso.” p. 16
“Os principados dos quais se tem memória são governados de dois modos diversos: ou por príncipe de quem são servidores todos os outros, ou por um príncipe e barões que detém a sua não pela graça do senhor, mas pela antiguidade do sangue.” p. 17.
“Nos estados governados por príncipes e seus servidores, o príncipe temmaior autoridade, por que em toda a província não há ninguém que se reconheça como superior a ele.” p. 17
“Nas repúblicas há mais vida, mais ódio, mais desejo de vingança. Ali a recordação da liberdade não as pode deixar em paz e, por isso, o meio seguro para possuí-las é ou destruí-las é ou destruí-las ou ir habitá-las.” p. 22.
“Os homens trilham quase sempre caminhos abertos por outros epautam suas ações sobre essas imitações, embora não possam repetir tudo na vida dos imitados nem igualar sua virtù.” p. 23.
“Um homem prudente deve sempre seguir os caminhos abertos pelos grandes homens e espelhar-se nos que foram excelentes.” p. 23.
“Devemos convir que não há coisa mais difícil de se fazer, mas duvidosa de se alcançar, ou mais perigosa de se manejar do que ser o introdutor deuma nova ordem, porque quem o é, tem por inimigos todos aqueles que se beneficiam com a antiga ordem, e como tímidos defensores todos aqueles a quem as novas instituições beneficiariam.” p. 25.
“Essa timidez nasce em parte do medo dos adversários, que tem a lei ao seu lado, em parte da incredulidade dos homens, que só creem na verdade das coisas novas depois de comprovadas por uma firmeexperiência.” p. 25.
“Aqueles que, somente pela fortuna, de cidadãos particulares se tornam príncipes fazem-no com pouco esforço, mas com muito esforço se mantém.” p. 27
“Os homens ferem ou por medo ou por ódio. E não encontram nele dificuldade no caminho porque passam voando por ele: mas todas as dificuldades surgem quando chegam ao destino. Isto se verifica quando um estado é concedido a alguém ou pordinheiro ou pelas graças de quem o concede. [...] eles se apoiam na vontade e na fortuna de quem lhes concedeu poder, que são coisas muito volúveis e instáveis, e não sabem nem podem manter o principado.” p. 27.
“São bem empregadas as crueldades que se fazem de uma só vez pela necessidade de garantir-se e depois não se insiste mais em fazer, mas rendem o Máximo possível de utilidade para os...
tracking img