Fichamento de ana elizabete mota - crise contemporânea e as transformações na sociedade capitalista

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (712 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Universidade Federal Do Maranhão
Centro de Ciências Sociais
Curso De Serviço Social
Discente: Thanay Surama Silva Alemeida

MOTA, Ana Elizabete. Crise contemporânea e as transformações nasociedade capitalista. In: Curso de Especialização: direitos sociais e competências profissionais – UNB/CEFESS/ABEPSS. Brasília, 2009.

Em análise, Mota vem ressaltando o objetivo central do seu texto,onde propõe discorrer sobre o alcance e o significado das transformações sofridas na esfera, desde o final da década de 1970 do século XX, enfatizando impactos no processo de acumulação capitalista.Assim, de modo que, para se obter uma compreensão das mudanças na dinâmica do capital Mota mostra que se faz necessário o reconhecimento do significado histórico das crises no seu desenvolvimento.Desse modo a autora cita Marx, que em seu Livro III de O Capital, explana a explicação das crises está relacionada com a lei tendencial de queda das taxas de lucro, sendo assim uma crise econômica.Dessa forma as crises expressam um desequilíbrio ente produção e o consumo, destaca Mota, visto que quando são produzidas mais mercadorias do que a população pode comprar, o processo de acumulação éafetado, gerando assim uma desestabilização no capital onde ligeiramente se faz necessário buscar uma solução imediata para que a produção de mercadorias se transforme em dinheiro para assim retornarem aoprocesso de acumulação do capital.
Norteando o âmbito das particularidades da crise contemporânea e da restauração capitalista, a autora Mota entra nos anos da reconstrução do segundo pós-guerra, queforam extremamente marcados por uma fase de expansão do capitalismo, que tinha sua principal característica as altas taxas de crescimento econômico, ampliação de empregos e salários e é claro umaforte intervenção estatal. Época essa marcada pela junção do modo keynesiano e fordista, que atuaram na centralização, concentração e expansão de capitais. Dando inicio a constituição do Welfare State...
tracking img