Fernando pessoa

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3069 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Português

Fernando Pessoa – Ortónimo



O Modernismo e os –ismos da vanguarda

Modernismo- movimento estilistico em que a literatura surge associada ás artes plásticas e por elas influenciada. Nova visão da vida, que se traduz, na literatura, por uma diferente conceção da linguagem e por uma diferente abordagem dos problemas que a humanidade se vê obrigada a enfrentar.

Decadentismo-corrente literária que exprime o cansaço, o tédio, a busca de novas sensações

Paulismo- o significado de paul liga-se à água estagnada, onde se misturam e confundem imensas matérias e sugestões. A estagnação remete para a agonia da água, paralisada e impedida de seguir o seu curso.

Interseccionismo- entrecruzamento de planos, interseção de sensações ou perceções.

Futurismo- propõe cortarcomo passado, exprimindo em arte o dinamismo da vida moderna. O vocabulário onomatopaico pretende exaltar a modernidade.

Sensacionismo- considera a sensação como base de toda a arte. Segundo Fernando Pessoa, são três os principios do Sensacionalismo:
- o objeto é uma sensação nossa;
- a arte é uma conversão duma sensação em objeto;
- a arte é a conversão duma sensação numa outrasensação;

Fernando Pessoa

← O ciclo pessoano corresponde ao encontro de novos horizontes poéticos , comunicados numa linguagem nova.

← É preciso compreender que o poeta não só assimilou o passado ético do seu povo como refletiu em si as grandes inquietações humanas daquela época.

← A sua poesia tornou-se uma espécie de gigantesco painel de registo sismográfico das comoçõeshistóricas existentes em torno e em razão da 1ª Guerra Mundial (1914)

← Pessoa evolui do saudosismo para o paulismo e daí para o intersecionismo e sensacionalismo, graças ao culto exacerbado ao “vago”, ao “subtil” e ao “complexo” e a influência simultânea do cubismo e do futurismo. O poeta atinge-as por meio de uma consciente intelectualização daquilo que no saudosimo era apenas uma notainstintiva e emotiva.

← Fernando Pessoa parte sempre de verdades apenas aparentemente axiomáticas, e aparentemente porque, primeiro, resultam de um longo e acurado trabalho de reflexão analitica em torno daquilo que é motivo dos seus poemas; segundo, porque contêm sempre uma profunda verdade dialética que lhes destrói facilmente a fina crosta de verdade dogmática.

Caracteristicas temáticas← Identidade perdida;

← Consciência do asurdo da existência;

← Tensão sinceridade/fingimento, consciência/inconsciência e sonho/realidade;

← Oposição sentir/pensar, pensamento/vontade, esperança/desilusão;

← Antissentimentalismo: intelectualização da emoção;

← Inquietação metafisica, dor de viver;

← Autoanálise;

Caracteristicas Estilisticas← Musicalidade: aliterações, transportes, ritmo, rimas, tom nasal (que conotam o prolongamento do sofrimento e da dor)

← Verso geralmente curto

← Predominio da quadra e da quintilha

← Adejectivação expressiva

← Linguagem simples mas muito expressiva (significados escondidos)

← Pontuação emotiva

← Uso de simbolos

← Fiel à tradição poética“lusitana” e não longe, muitas vezes, da quadra popular

Figuras de Estilo

← Hipérbato – separação das palavras que pertencem ao mesmo segmento por outras palavras não pertencentes a este lugar.

← Perífrase – utilizar uma expressão composta por vários elementos em vez do emprego de um só termo.
Ex.: “E os que leem o que escreve” (Autopsicografia)

← Metáfora
Ex.: “Gira, aentreter a razão
Esse comboio de corda” (Autopsicografia)

← Aliteração – repetição dos fonemas iniciais consonânticos de várias palavras dispostas de modo consecutivo.
Ex.: “O vento vago voltou” (No entardecer da terra)

← Antítese – oposição de duas palavras, expressões ou ideias antagónicas, no intuito de reforçar a mensagem.
Ex.: “Que a morna...
tracking img