Fenomenos fisicos e quimicos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1898 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
|
Aula prática |
Fenômenos físicos e químicos |
|
Alexia Alves Câmara |
24/04/2012 |
| Ministério da EducaçãoSecretaria de Educação Profissional e TecnológicaInstituto Federal do Rio de Janeiro – IFRJ |

Com uso de métodos experimentais iremos diferenciar e caracterizar fenômenos físicos e químicos |

| Ministério da EducaçãoSecretaria de Educação Profissional eTecnológicaInstituto Federal do Rio de Janeiro – IFRJ |

ÍNDICE

Item | Título | Página |
1 | Introdução | 3 |
2 | Materiais e reagentes | 3-4 |
2.1 | Materiais | 3-4 |
2.2 | reagentes | 4 |
3 | Procedimentos e resultados | 5-9 |
4 | Conclusão | 9 |
4 | Referências | 9 |

| Ministério da EducaçãoSecretaria de Educação Profissional eTecnológicaInstituto Federal do Rio de Janeiro – IFRJ |

1. Introdução

Fenômeno é todo e qualquer transformação que ocorre com a matéria,na qual ocorrem mudanças qualitativas na composição. Esses fenômenos são classificamos em dois grupos: os fenômenos químicos, aonde ocorre a formação de novas substâncias e os fenômenos físicos que não há alteração na composição química da matéria.Nãohá formação de nova substâncias.
A transformação de estado físico da matéria como solidificação ou fusão é grande exemplo de um fenômeno físico. E as reações químicas que são graficamente representadas com equações químicas, como reações ácido-base, são consideradas fenômenos químicos.
Na aula prática usamos processos experimentais para verificar as diferenças entre fenômenos químicos efísicos.

2.Materiais e reagentes

2.1 Materiais
Materiais | Quantidade necessária |
Bécher de 50 mL | 1 |
Chapa de aquecimento | 1 |
Estante para tubos | 1 |
Pinça metálica | 1 |
Pipeta graduada de 5 mL | 1 |
Pró-pipete (pêra) | 1 |
Termômetro | 1 |
Tubos de ensaio | 8 |
Vidro de relógio | 1 |

Materiais | Quantidade p/ bancada de reagentes |
Espátula | 2 |
Proveta de5 mL | 1 |
Pipeta graduada 2 mL | 7 |
Pipeta graduada 5 mL | 2 |

| Ministério da EducaçãoSecretaria de Educação Profissional e TecnológicaInstituto Federal do Rio de Janeiro – IFRJ |

2.2 Reagentes

Reagentes | Quantidade aproximada |
Carbonato de cálcio (CaCO3) | 1 g |
Cobre metálico (Cuº) | Pedaço |
Ferro metálico (Feº) - prego | 1 unidade |
Iodo (I2) | 1 g |
Magnésiometálico (Mgº) | 1 g |
Solução de ácido clorídrico (HCl) 0,1 mol.L-1 | 2,0 mL |
Solução de ácido clorídrico (HCl) 10% v/v | 7,0 mL |
Solução de cloreto de bário (BaCl2) 0,1 mol.L-1 | 1,0 mL |
Solução de cloreto de ferro III (FeCl3) 0,1 mol.L-1 | 2,0 mL |
Solução de fenolftaleína 1% | 1 gota (0,05mL) |
Solução de hidróxido de bário (ou água de barita - Ba(OH)2) 0,1 mol.L-1 | 5,0 mL |Solução de hidróxido de sódio (NaOH) 0,1 mol.L-1 | 2,0 mL |
Solução de sulfato de cobre II (CuSO4) 0,1 mol.L-1 | 1,0 mL |
Solução de sulfato de sódio (Na2SO4) 0,1 mol.L-1 | 1,0 mL |
Acetona | 10 mL |
Cloreto de sódio | 10 mL |
Água a temperatura ambiente | 10 mL |
Água quente (aprox. 60°C) | 10 mL |
Mistura água/glicerina | 10 mL |
Solução de tiocianato de amônio (NH4SCN) 0,1mol.L-1 | 1 mL |

| Ministério da EducaçãoSecretaria de Educação Profissional e TecnológicaInstituto Federal do Rio de Janeiro – IFRJ |

3. Resultados e procedimentos

3.1. Em uma chapa de aquecimento colocamos um bécher com bolinhas de iodo e tampamos com um vidro relógio com um pouco de água deionizada em cima, deixamos aquecer até ele virar um gás violeta, retiramos da chapa com umapinça metálica e observamos.

Aspecto do iodo antes do aquecimento | Bolinhas de cores cinza |
Aspecto do iodo após o aquecimento | Gás violeta |
Indicativa do fenômeno | Físico |
Justificativa | O fenômeno é físico, pois o iodo não se transforma em outra substância, o que se transforma é apenas seu estado físico, passando do sólido para o gasoso (sublimação). Porém quando o gás de iodo...
tracking img