Fenomenologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3498 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
FENOMENOLOGIA E SUBJETIVIDADE

Contrariamente a todas as tendências no mundo intelectual de sua época, Edmund Husserl (1859-1938) quis que a filosofia tivesse as bases e condições de uma ciência rigorosa, consolidou assim no início do século XX a fenomenologia ou ciência dos fenômenos. Onde o fenômeno compreende tudo aquilo que é imediatamente dado à consciência do homem, assumindoprincipalmente o papel de um modo de ver a essência do mundo e de tudo que nele existir.
Vera (1983) relata que o fenômeno é considerado um objeto de investigação fenomenológica e a intuição equivale à visão intelectual para a busca de conhecimento do dado analisado, que é o fenômeno.
A Fenomenologia é oriunda do grego onde segundo Bello (2004), “Fenômeno” significa aquilo que se mostra; não somente aquiloque se aparece ou parece. “Logia” deriva da palavra logos, que para os gregos tinha muitos significados; como palavra ou pensamento. Logo fenomenologia é definida como uma reflexão sobre um fenômeno ou sobre aquilo que se mostra. Conforme Dartigues (1992), Husserl (1859-1938) descreveu a fenomenologia como uma linha de pensamento, passando a ter um novo significado que é empregado até os tempos dehoje.
Um exemplo simplista de como funciona a fenomenologia de Husserl é dado por ele usando a figura geométrica retângulo. Um retângulo é um retângulo mesmo que as linhas paralelas sejam alteradas, não importando se são aumentadas ou diminuídas, desde que ainda se mantenham as proporções que façam-no ser um retângulo. Está aí a essência do retângulo na mente do indivíduo. Assim, a forma doretângulo sempre será preservada funcionando como um elemento imutável.
Diferente da psicologia, que se põe a estudar os fatos psíquicos, a fenomenologia busca extrair a essência desses fatos. Isto porque não podemos nos livrar da subjetividade e ver as coisas em si mesmas, pois em toda experiência de consciência estão envolvidos o que é informado pelos sentidos e o modo como a mente enfoca aquiloque é informado.

A Fenomenologia de Husserl é uma forma de idealismo, porque lida com objetos ideais, com as idéias das coisas em sua essência, tal como os idealistas Platão, Hegel e outros. Desde os ensinamentos de Platão a filosofia nos diz que, por influência dos sentidos (a construção das idéias que o homem tem em sua mente se faz por informação dos sentidos, como dito por Locke) existemvárias imagens possíveis de um objeto, porém todas elas significando a mesma coisa, ou seja, todas elas redutíveis ao mesmo significado, todas referindo-se ao mesmo objeto ideal, contendo a mesma idéia, constituídas da mesma essência.

Portanto, dando-se conta dos objetos ideais, uma realidade criada na consciência, não é suficiente - ao contrário: os vários atos da consciência precisam serconhecidos nas suas essências, aquelas essências que a experiência de consciência de um indivíduo deverá ter em comum com experiências semelhantes nos outros.
Não importa para a Fenomenologia como os sentidos são afetados pelo mundo real. Husserl distingue entre percepção e intuição.
Para Triviñosy (2002),

em geral, podemos dizer que "intenção" é a tendência para algo que, no caso de Husserl (...) éa característica que apresenta a consciência de estar orientada para um objeto. Isto é, não é possível nenhum tipo de conhecimento se o entendimento não se sente atraído por algo, concretamente um objeto. Para Husserl, a intencionalidade é algo puramente descritivo, uma peculiaridade íntima de algumas vivências. Desta maneira a intencionalidade característica da vivência determinava que a vivênciaera consciência de algo. (TRIVIÑOS, 2002:45)
Alguém pode perceber e estar consciente de algo, porém sem intuir o seu significado. A intuição eidética é essencial para a redução eidética. Ela é o dar-se conta da essência, do significado do que foi percebido.
A redução eidética é necessária para que a filosofia preencha os requisitos de uma ciência genuinamente rigorosa de claridade...
tracking img