Farmacologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (329 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de março de 2014
Ler documento completo
Amostra do texto
Erros Medicamentosos e seus Fatores
de Risco na Unidade Básica de Saúde
Camila Ongaratti
Diego Ferrari
Luana Gracioli
Vanessa Groff

Administrar medicamentos
exige a
aplicação de váriosprincípios científicos, pois
o enfermeiro deve compreender os efeitos das
drogas,
administrá-las
corretamente,
e
monitorar as respostas dos pacientes.

CARVALHO, et al. Erros mais Comuns eFatores de Risco na Administração de
Medicamentos em Unidades Básicas de
Saúde. Rev. Latino-Am. Enfermagem v.7 n.5
Ribeirão Preto dez. 1999

Definições de erro

Freqüência (n◦)

Porcentagem (%)Via errada

19

28

Dose errada

14

20,6

Medicação errada

13

19,1

Técnica errada

13

19,1

Paciente errado

9

13,2

Total de opiniões

68

100

GUZATTO,Paula. BUENO, Denise. Análise de
Prescrições Medicamentosas Dispensadas
na Farmácia de uma Unidade Básica de
Saúde de Porto Alegre – RS. Revista HCPA,
Porto Alegre, 2007; 27(3):20-6

Errosdetectados por
inadequação

Número

18% total das
prescrições com
erros

DCB

341

51,2

Legibilidade

625

93,8

Posologia

664

99,9

Via de administração

106

15,9Concentração

284

42,5

Data de duração da
prescrição

304

45,7

Quantidade do
medicamento

664

99,9

Identificação do
paciente

133

20,0

Identificação do
prescritor324

48,6

Sem forma farmacêutica

74

11,1

3519

100

Total

Concluímos
que
como
a
responsabilidade, o agir do enfermeiro no
processo de administração de medicamentos
não ésolitário, faz-se necessário uma
integração entre médicos e farmacêuticos
desenvolvendo um trabalho em equipe. As
ações dos profissionais devem ser pautadas
em extrema responsabilidade para eliminarfalhas, das quais, por essas ações danosas
são passíveis de responder juridicamente aos
termos de elemento culpa. Agir conforme
princípios
é
imprescindível
para
o
reconhecimento da...
tracking img