Familia curcubitacea

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1461 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
ALLANE CARVALHO
FERNANDO MARCATO
MÁRIO ROBERTO NOGUEIRA COLARES

TAXONOMIA VEGETAL

SINOP – MT
NOVEMBRO – 2012
ALLANE CARVALHO
FERNANDO MARCATO
MÁRIO ROBERTO NOGUEIRA COLARES

TAXONOMIA VEGETAL

Trabalho sobre, como pré-requisito para obtenção parcial de conceito no semestre para a disciplina Taxonomia Vegetal da Universidade Federal de Mato Grosso – UFMT / Campus Sinop, ministradapela Profa. Larissa Cavalheiro.

SINOP – MT
NOVEMBRO – 2012
GRUPO 07: FAMÍLIA CUCURBITACEAE
1. Hierarquizar a planta de acordo com a APG II
Reino: Plantae
Ordem: Cucurbitales
Família: Cucurbitaceae
Gênero: Citrullus
Espécie: Citrullus lanatus
Nome Científico: Citrullus lanatus (Thunb.) Matsum. & Nakai
Sinônimos: Momordica lanata Thunb., Citrullus edulis Spach,Citrullus vulgaris Schrad. Ex Eckl. & Zeyh., Cucumis citrullus (L.) Ser., Cucurbita citrullus L.
Nome Popular: Melancia, Sandia, Angúria
2. Descrição da espécie escolhida
A. Hábito da Planta: Herbáceo anual de crescimento rasteiro, com ramificações sarmentosas e pubescentes.
B. Sexo da Planta: Monóica, flores masculinas e femininas separadas, mas também ocorrem plantas andromonóicas(flores masculinas e hermafroditas) ou ginandromonoicas — flores masculinas, femininas e hermafroditas.
C. Folha:
C1 – Divisão do limbo: Simples
C2 – Filotaxia: Alternas
C3 – Presença ou ausência de estípulas ou bainha: Ausência
D. Flor:
D1 – Simetria: Actinomorfas
D2 – Sexo da flor: Unissexual
D3 – Nº de verticilos estéreis: Diclamídea
D4 – Nº de elementos por verticilo:5 pétalas, 5 sépalas
D5 – Fusão dos verticilos estéreis: Gamopétala,
D6 – Nº de estames x Nº de pétalas: Isostêmone
D7 – Fusão dos carpelos: Gamocarpelar
D8 – Posição do ovário: Ínfero
D9 – Nº de óvulos por lóculos:Plurilocular
D10 – Placentação: Pariental
E. Tipo de fruto: Baga, a casca frequentemente coriácea a dura (então do tipo pepônio) , de formato variável de acordocom a cultivar: esférico para as de origem japonesa e cilíndrico para as de origem americana.
F. CHAVE E SEQUÊNCIA DA CHAVE:
3. Ocorrência da espécie (Brasil / Exterior)
* Local: A melancia é uma frutífera amplamente cultivada em todo o Brasil, originária da África, embora enorme variabilidade seja também encontrada na Índia. Os estados brasileiros que mais produzem este fruto são: SãoPaulo, Bahia e Rio Grande do Sul, Bahia, Goiás, Tocantins, Rio Grande do Norte, Pernambuco e Pará, sendo as regiões Sul e Nordeste, responsáveis por 34,8% e 28,8%, respectivamente, da produção nacional. A melancia é uma cucurbitácea cultivada em quase todas as regiões tropicais, subtropicais e temperadas do mundo.
* Solo: Solos leves ou de textura média são preferíveis aos argilosos. A plantacresce e produz em solos com pH entre 5,2 e 6,8, apresentando certa tolerância à acidez. Para o preparo do solo, uma aração e uma gradagem, de modo geral são suficientes, podendo-se, inclusive, dispensar a gradagem, deixando-se o solo com torrões que evitarão que os frutos afundem no solo e apresentem a mancha de encosto.
* Clima: Entre as cucurbitáceas, a melancia é das espécies menostolerante a baixas temperaturas, sendo tipicamente de clima quente, intolerante ao frio e à geada. Exige temperaturas elevadas, tolerando temperaturas amenas, diurnas e noturnas. A planta é mais sensível a baixas temperaturas, especialmente durante a germinação e a emergência. Dias e noites quentes e secos originam frutos com maior teor de açúcares e, portanto, melhor sabor. Umidade elevada, no ar e nosolo, também afeta a qualidade da polpa, sendo os melhores frutos produzidos sob clima seco. Sob clima frio e úmido, o sabor torna-se pobre, em virtude da redução no teor de açúcares. Também deve ser levada em conta a exposição do terreno, evitando-se as faces atingidas por ventos frios, mais sujeitas a geadas, e aquelas menos iluminada.
As melhores regiões do Brasil para o plantio da melancia...
tracking img