Falar verdade a mentir

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (282 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Esta peça de Almeida Garrett conta a história de Duarte Guedes, um mentiroso compulsivo, e do seu noivado com Amália. A acção decorre na Lisboa do século XIX; otempo é desde a manhã até à noite do dia posterior à chegada da família Brás Ferreira a Lisboa. José Félix, criado particular do General Lemos, vem à hospedariaonde estão alojados os Brás Ferreiras visitar Joaquina, criada de Amália, esta personagem anuncia-lhe que Amália está para casar com Duarte Guedes, e que, se ocasamento se concretizar receberá umas “sonantes”. Cem moedas de ouro de dote. O obstáculo quer ao dote, quer ao casamento é o vício incorrigível que Duarte tem dementir, uma vez que o futuro sogro só lhe dará a mão da filha na condição de não apanhar o futuro genro em qualquer mentira, durante um dia. Condição essa quemuito preocupa Amália e, por consequência Joaquina e José, pretendentes ao seu dote. Duarte chega acompanhado de Brás Ferreira a quem pretende impressionar, começandoentão a contar uma série de mentiras que comprometem o seu casamento. Há-de ser José Félix quem salva Duarte da situação em que se vai enredando, fingindo ser,de modo bem verosímil, as personagens fantasiosas que Duarte foi inventando. Tudo teria corrido bem, não fora dar--se o caso de aparecer o General Lemos em pessoa,algo que acabou por desmascarar Duarte e a farsa de José Félix. No fim, Duarte promete que nunca mais mentirá; Brás Ferreira cumpre a sua palavra e consente ocasamento da filha (porque, na verdade não foi ele quem apanhou Duarte a mentir); José Félix e Joaquina recebem então o seu dinheiro, única verdade na história.
tracking img