Eva Pierrakos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1126 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de fevereiro de 2014
Ler documento completo
Amostra do texto
Segue anexo o capítulo 2 e 3 do livro "Não Temas Mal", da Eva Pierrakos.
II. Eva, o Guia, o Pathwork
O material que se encontra reunido aqui foi originalmente transmitido por via oral
e não por escrito. Eva Pierrakos não é sua autora; ela é apenas o canal através do qual ele
foi enviado. O verdadeiro autor é um ser desencarnado, que falava através de Eva quando
ela entrava em um estadoalterado de consciência. Esse ser nada nos diz dele mesmo –
nenhum traço de personalidade, nenhuma história, nenhum glamour. Ele nem ao menos deu
a si mesmo um nome, mas veio a ser conhecido como “O Guia”. O material que foi
transmitido ficou conhecido como “as Palestras do Guia”, e o processo de transformação
pessoal exposto nos ensinamentos é conhecido como “O Pathwork”.
O Guia colocoutoda a ênfase no material exposto e nenhuma sobre a sua fonte.
Ele disse, em uma de suas últimas transmissões: “não se preocupe com o fenômeno desta
comunicação em si. A única coisa que importa compreender no início de uma aventura
como esta é que existem níveis de realidade que vocês ainda não exploraram e
experimentaram e sobre os quais podem, no máximo, teorizar”. “A Teoria não é o mesmoque a experiência, e deixar as coisas como estão no momento será bem melhor que tentar
forçar uma conclusão definitiva. Lembrem-se de que esta voz não exprime a mente
consciente do instrumento humano através do qual eu falo. Além do mais, levem em
consideração que cada personalidade tem uma profundidade da qual ela mesma pode ainda
não ter consciência. Nessa profundidade, todos possuemos meios para transcender os
estreitos limites da sua personalidade e receber acesso a outros reinos e entidades dotadas
de um conhecimento mais amplo e mais profundo”.6
De 1957 a 1979, o Guia proferiu, através de Eva, 258 palestras sobre a natureza da
realidade psicológica e espiritual, e sobre o processo de desenvolvimento espiritual pessoal.
Uma amostragem de dezessete dessas palestrasfoi publicada em um volume anterior
intitulado The Pathwork of Self-Transformatiom.*7
O presente volume vai concentrar-se no
5
Edward Hoffman, Ph.D., “Abraham Maslow and Transpersonal Psychology”, in “the Common Boundary”,
Maio/Junho de 1988, p. 5.
6
Palestra do Pathwork nº 204.
7
Eva Pierrakos, The Pathwork of Self-Transformation, Bantam Books, 1990.
7método de autotransformaçãoque o Guia apresentou. Não é um método simples, mas ele
promete, caso seja seguido fiel e corajosamente, resultados de enorme alcance.
“Este caminho exige de um indivíduo aquilo que a maioria das pessoas está menos
disposta a dar: verdade para consigo mesmo, exposição daquilo que existe agora,
eliminação de máscaras e fingimentos e a experiência da sua vulnerabilidade nua. Isso é
muito, econtudo é o único caminho que conduz à verdadeira paz e integridade”8
.
No decorrer dos dez primeiros anos das transmissões do Guia, um grupo de
pessoas reuniu-se em torno de Eva, aprendendo os princípios que o Guia expunha e
tentando colocá-los em prática. Em 1967 Eva conheceu o Dr. John Pierrakos, psiquiatria e
co-criador de uma escola de terapia conhecida como Bioenergética. Eles secasaram alguns
anos depois e a fusão dos seus trabalhos individuais conduziu a uma grande expansão da
comunidade Pathwork.
A rede de pessoas que praticam e ensinam o Pathwork inclui agora duas escolas
que ensinam o Pathwork (em Phoenicia, Nova York e Madison, Virgínia) e grupos de
estudos em muitas áreas urbanas nos EUA e Europa.
Durante a vida de Eva (ela morreu em 1979), a comunidadePathwork reunia-se
todos os meses em um local da cidade de Nova York. Eva entrava num estado que descrevia
como um leve transe e o Guia falava através dela por cerca de 45 minutos. As palestras
eram gravadas, transcritas e então distribuídas aos membros da comunidade.
A apresentação verbal do material levou a um certo grau de repetição em cada
palestra. Ao longo dos 22 anos da sua...
tracking img