Estudo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (329 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
CENTRO UNIVERSITÁRIO CLARETIANO
Aluno Lorena Souza Andrade
RA 1116122














ATIVIDADE DO 1º CICLO DE APRENDIZAGEM A DISTÂNCIA:Curso: Licenciatura em História – EaD
Disciplina: Antropologia, Ética e Cultura
Tutor a Distância: Luiz Antonio SabehPOLO
2013



O que é o homem?
Desde a antiguidade o homem procura descobrir sua origem para descobrir realmente quem somos e já encontrou váriasrespostas, como por exemplo, para Aristóteles (384 a.C - 322 a.C) fundamenta a tese que “o homem é um animal social” dizendo que a união entre os homens é natural, porque o homem é um ser carente, quenecessita de coisas e de outras pessoas para alcançar a sua plenitude.
Mas para o Platão (428/27 a.C. — 347 a.C.).
O homem para Platão era dividido em corpo e alma. O corpo era amatéria e a alma era o imaterial e o divino que o homem possuía. Ao passo que o corpo sempre está em constante mudança de aparência, forma... A alma não muda nunca, a partir do momento em que nascemostemos a alma perfeita, porém não sabemos. As verdades essenciais estão escritas na alma eternamente, porém ao nascermos esquecemos, pois a alma é aprisionada no corpo.
Mario cortella (1954) diminui ohomem dando a seguinte definição “o homem é uma espécie entre três milhões de espécies já classificadas que vivem em um planetinha que gira em volta de uma estrelinha (o sol) que é uma entre 100bilhões de estrelinhas compondo uma galáxias entre outras 200 bilhões de galáxias num dos universos possíveis e que vai desaparecer.”
Olhando de maneira geral, como fez o M. Cortella, o ser humano éabsolutamente quase um nada, mas se formos analisar a historia da vida do homem para buscar qual é a verdadeira essência da vida, que seria para Aristóteles viver em sociedade, veremos que o vive...
tracking img