Estudo sobre a reciprocidade do mercado de trabalho

Páginas: 17 (4237 palavras) Publicado: 3 de setembro de 2013
Introdução 2
Breve descrição da teoria económica relevante 3
Descrição sumária dos resultados de estudos experimentais anteriores 4
II. Desenho Experimental 6
Amostra 6
Local da realização da experiência: 6
Identificação geral dos participantes: 6
Forma de recrutamento: 7
Ambiente e Instituição 8
Número de participantes no total: 8
Tipo de experiência: 8
Descrição da forma deimplementação: 8
Tipo de decisões a ser tomadas pelos participantes: 8
III. Resultados Experimentais 12
Evolução dos salários e do esforço 12
Evolução do Salário (média) 12
Evolução do Esforço (média) 13
Evolução dos Ganhos Médios 14
V. Conclusão 16
Direcções de futuro: 17
Resumo 18
Bibliografia 19
Anexos
Introdução
O trabalho que pretendemos elaborar é um aprofundamento da teoria eanálise dos resultados da experiência realizada no dia 05 de Abril de 2004, enquadra-se na cadeira de Economia experimental, tendo sido proposto no conjunto com a experiência como avaliação da disciplina.
A escolha do tema, “Trabalho Experimental: Estudo Sobre A Reciprocidade No Mercado De Trabalho”, tem como objectivo principal aprofundar o nosso conhecimento sobre a aplicação em laboratório dasteoria económicas e em especial este mercado que em breve vamos conhecer. Numa primeira fase elaboramos a experiência e agora vamos tentar estudar a sua ligação à teoria ou não.
A experiência pretende verificar a existência ou não de reciprocidade no mercado de trabalho. Procura criar um mercado de trabalho em que os empregadores ofereciam um determinado salário entre 2 e 100 e em múltiplos de 10,e face a tal salário o empregado decidia o esforço a empregar, mas também haviam questões de modo a que os empregadores se colocassem no lugar dos empregados e que empregados se colocassem no lugar de empregadores, de forma a analisar se as acções de cada um são conduzidas pela expectativa e não pela reciprocidade.





Breve descrição da teoria económica relevante1
Múltiplas são asdefinições de reciprocidade avançadas pelos economistas experimentais. No entanto, e embora existam diferenças nítidas que encontramos nas várias definições são de salientar que existe um pano de fundo comum, a marcação de uma diferença relativamente a um modelo de racionalidade puro.
Fehr e Gächter têm perfeita consciência do enraizamento e da profundidade milenar da prática da reciprocidade nos usos ecostumes de múltiplas culturas, chamando em auxílio do seu argumento a Edda e a definição aí constante de reciprocidade: “um homem deve ser amigo do seu amigo e pagar um dom com um dom. As pessoas devem responder a sorrisos com sorrisos e a mentiras com traição”.
Ambos concordam com esta perspectiva afirmando que "a reciprocidade significa que em resposta a acções amigáveis, as pessoas sãofrequentemente mais simpáticas e mais cooperativas do que é previsto pelo modelo do auto-interesse; e, inversamente, em resposta a acções hostis, elas são frequentemente mais malévolos e até mesmo brutais". Defendem que a resposta a essas acções é motivada pela expectativa de obter ganhos materiais futuros.
Uma segunda consideração importante deste trabalho de Fehr e Gächter reside no facto de osautores terem consciência de que as formas de comportamento recíproco não se impõem universalmente, da mesma forma que o modelo do auto-interesse também não tem sucesso garantido em todas as ocasiões e contextos. Assim sendo, cabe descobrir as molduras institucionais onde a prática de reciprocidade se desenvolve com mais facilidade e se tende a impor a todas as alternativas com as quais compete. É aeste nível que Fehr e Gächter oferecem o desenvolvimento da sua tese: a reciprocidade tende a impor-se na presença de mercados com contratos incompletos. Note-se que, desta forma, é possível escapar às armadilhas do arcaísmo e do tradicionalismo, postulando que as práticas de reciprocidade tanto podem coexistir com um fraco desenvolvimento da organização das transacções económicas, como podem...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • ORGANIZAÇÃO DE TRABALHO, CREDORA OU DEVEDORA ESTUDO SOBRE RECIPROCIDADE ORGANIZACIONAL
  • Estudo de Mercado sobre Relógios
  • Estudo sobre o Mercado de certifica ao
  • Sildenafila: um estudo sobre o mercado
  • Trabalho habibs
  • Estudos Do Mercado Trabalho Final
  • Estudo do trabalho no mercado informal
  • Estudo do mercado de trabalho

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!