Estudo do estado de preservacao de uma trilha ecologica do parque municipal das mangabeiras, da regiao metropolitana de belo horizonte/mg

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2554 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 1 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
ESTUDO DO ESTADO DE PRESERVAÇÃO DE UMA TRILHA ECOLÓGICA DO PARQUE MUNICIPAL DAS MANGABEIRAS, DA REGIÃO METROPOLITANA DE BELO HORIZONTE/MG Wagner Wanderlei de Aquino - Graduando do curso de Ciências Biológicas da Universidade de Belo Horizonte UNI-BH - wwaquino@gmail.com Josilane Fernandes Sá - Graduanda do curso de Ciências Biológicas da Universidade de Belo Horizonte UNI-BH jhosilany@yahoo.com.br RESUMO: O objetivo deste trabalho foi avaliar o grau de impacto antrópico em uma trilha ecológica do Parque Municipal das Mangabeiras, localizado na região central metropolitana de Belo Horizonte, decorrente da visitação e uso do trajeto para a realização de caminhadas. A coleta de dados deu-se entre os meses de julho e agosto de 2010, em um trecho do conhecido Circuito "Roteiro das águas". Paraa obtenção de dados, foi utilizado um modelo de ficha de campo que discrimina a ocorrência de aspectos biofísicos e antrópicos impactantes na área estudada. O trabalho foi desenvolvido na trilha do Lago dos Sonhos, sendo dividida em dois trechos para melhor obtenção de dados. Os resultados apontaram que os trechos da trilha estudada apresentam grau de impacto negativo relevante, carecendo,portanto, de um planejamento que vise sua melhor adequação à dinâmica de visitação. Palavras-chave: Educação Ambiental; Conservação; Impacto.   1 INTRODUÇÃO: 1.1 Status de uma Unidade de Conservação Entende-se como Unidade de Conservação (UC), todas as áreas protegidas que possuem regras próprias de uso e de manejo, com a finalidade própria de preservação e proteção de espécies vegetais ou animais, detradições culturais, de belezas paisagísticas ou de fontes científicas, dependendo da categoria em que se enquadram (Schenini, 2004). Pela legislação brasileira, as áreas protegidas são chamadas de Unidades de Conservação, fazendo parte do sistema brasileiro de proteção ao meio ambiente, sendo controladas pelo órgão federal Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), compondoo Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza (SNUC) que foi instituído em 18 de julho de 2000, através da Lei Nº 9.985. O SNUC estabelece que florestas nacionais, estaduais e municipais são áreas onde há permissão de exploração de recursos naturais (Costa, 2002). O aproveitamento econômico direto dos recursos das FLONAS (Floresta Nacional) - área de posse e domínio público - épermitido e deve compatibilizar a conservação da natureza, como o uso sustentável de parcela dos seus recursos naturais (Kinker, 2002). Observa-se que uma das funções primordiais de uma unidade de conservação, conforme a União Internacional de Conservação da Natureza (UICN) é a utilização pública, sendo os impactos causados ao ambiente inerentes a essa atividade (Eagles et. al., 2002). A partir domomento em que uma área de proteção é legalmente estabelecida, ela deve ser eficazmente manejada, se quiser que a diversidade biológica seja mantida (Primack e Rodrigues, 2001). O turismo ecológico ou ecoturismo é uma das segmentações do turismo que envolve práticas que são realizadas em meio à natureza. Seu foco principal é o desfrutar da natureza, a preservação ambiental e o respeito ecológico(Lindberg e Hawkins, 1999). Mas o ecoturismo também causa impactos ambientais negativos. Os impactos do turismo referem- se à gama de modificações ou à seqüência de eventos provocados pelo processo de desenvolvimento turístico nas localidades receptoras. As variáveis que provocam os impactos têm natureza, intensidade, direções e magnitudes diversas, porém os resultados interagem e são geralmenteirreversíveis quando ocorrem no meio ambiente natural (Ruschmann, 1997). Apesar da possibilidade de impactos, o ecoturismo é uma maneira de assegurar a conservação da natureza e aumentar o valor das terras deixadas em estado natural (Swarbrooke, 2002). A trilha é a maneira mais adequada para que cada visitante conheça e aprenda a respeito de ambientes específicos, dos ciclos naturais, do solo e das...
tracking img