Estruturalismo e linguagem

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1298 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
SISTEMA DE ENSINO PRESENCIAL CONECTADO
LICENCIATURA EM LETRAS E LITERATURA

Uruguaiana
2010

Trabalho apresentado ao Curso de Letras da UNOPAR - Universidade Norte do Paraná, para a disciplina de Estruturalismo e Sociolinguística.

Prof. Marcelo Silveira

Uruguaiana

2010

Introdução
O objetivo do presentetrabalho é refletir sobre o caráter sociolingüístico da variação, sobre o estudo da estrutura e evolução da língua no contexto social da comunidade de fala, tendo como alvo principal a comunidade escolar onde ainda predomina os estudos da norma padrão e que vive em meio a uma sociedade miscigenada, que possui diversidades lingüísticas enormes, mas que deixa-se influenciar por um único conceito.No ambiente escolar, na maioria das vezes o ensino da língua é voltado apenas sobre “regras” e “padrões gramaticais”, deixa – se de lado alguns aspectos que seriam de suma importância para entender a dinamicidade de nossa língua, como por exemplo ,o dialogismo e as variantes da língua na experiência de comunicação. Ao longo de muitos anos de ensino dessas “regras” e “normas da forma padrão” dalíngua, criou-se um conceito de que somente a língua padrão é valida no processo de ensino/aprendizagem.
Desenvolvimento
1.O que é a Teoria Sociolínguistica?
A sociolingüística trata da estrutura e da evolução da linguagem, encaixando-a no contexto social da comunidade.
Em toda e qualquer sociedade, a língua exerce um papel preponderante, tendo em vista que é através delaque nos comunicamos. É a língua que media todos os discursos e é através dela que o homem é capaz de se sobressair nas diversas esferas sociais. Nas diferentes situações de fala, percebemos que há momentos em que a língua se mostra de uma forma bastante diferenciada daquela que nos habituamos a ouvir nos meios de comunicação e na escola, por exemplo. Essas diferenças que ocorrem no interior deuma mesma língua são extremamente naturais, já que a língua é um sistema dinâmico e por isso, ela é constituída de diversos aspectos variacionistas como a região geográfica, o sexo, a idade, a classe social dos falantes e o grau de formalidade do contexto. Além desses aspectos, cabe ainda apontar outra dimensão importante para a compreensão dos fenômenos associados à variação lingüística: o espaçourbano e rural em que as variedades são faladas e, vale acrescentar que essa variação é vista como uma característica sociolingüística brasileira marcada por diversos e diferentes fatores.
Estudar sociolinguistica é aprofundar- se em uma área da lingüística que busca desvendar os fenômenos lingüísticos e sociais para assim entender o processo de nossa língua compreendendo as diversasvariantes que podem ser utilizadas em uma comunidade linguística.
1. Diversidades Lingüísticas na sociedade:
Ao analisarmos as diferenças de fala no imenso território brasileiro percebemos que o nível social e a taxa de analfabetismo são fatores gritantes no processo de evolução da língua.
No Brasil a taxa de analfabetismo ainda está muito elevada e isso acaba influenciando no modo defalar dos brasileiros pois o caráter sociocultural é um aspecto marcante da variação lingüística. Percebemos que os diversos fatores que influenciam para que haja essa diversidade lingüísticas estão expostos por todos lados, o Brasil esta muito dividido entre os que possuem um grau de escolaridade um pouco avantajado e os que possuem pouco ou nenhum conhecimento porém as pessoas lutam por suasobrevivência. É muito comum encontrarmos expostos por ruas e calçadas placas e anúncios que são escritas de maneira inadequadas. Tendo em vista que nossa sociedade ainda esta ligada ao conceito de que só existe uma língua (padrão) que é denominada correta cria-se também com isso uma forma de preconceito para com tudo que vier a fugir do padrão. Bagno (1999, p.40) afirma:
O preconceito...
tracking img