Estrutura de capital

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1652 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
RENATA SILVA TEIXEIRA

RESENHA DO TEXTO:ESTRUTURA DE CAPITAL E POLÍTICAS DE FINANCIAMENTO

BETIM/2011
Estrutura de Capital e Políticas de Financiamento
Quando uma empresa é integralmente de capital próprio, todos os fluxos pertencem os acionistas. A empresa assume um compromisso de dividir os fluxos gerados em duas correntes, sendo uma segura que vai para os titulares da dívida, e outracom maior risco é são destinados aos novos acionistas. Segundo Modigliani e Miller (1958), a combinação dos diferentes títulos da empresa é conhecida como estrutura de capital. Destacou-se três proposições que defendia que a estrutura de capitais não influência sobre o valor da empresa, são elas:
* que valor total de mercado de uma empresa e seu custo de capital são independentes de suaestrutura de capital.
* O retorno esperado de uma ação é igual à taxa de capitalização pura de seu fluxo de caixa. Destaca-se que MM, admite que o aumento da rentabilidade do capital próprio obtido através da alavancagem não seria mais do que uma compensação pelo risco assumido, ou se optar pelo endividamento, e não que o endividamento fosse mais vantagioso.
* Estabelece que o mínimo exigidopara certo investimento é independente de como ele é financiado, para finalidade de avaliação de investimentos, a taxa de corte é totalmente independente da forma como o investimento é financiado.
O principal objetivo de MM, eram lançar uma base teórica, para que fosse possível desenvolvesse novas teorias com o relaxamento das premissas. Pois os autores sabiam das limitações de sua teoria comrelação a aplicabilidade prática na determinação de estruturas de capitais das empresas. Após a publicação, houve várias críticas de vários autores, no sentido de não constar no trabalho a ausência das imperfeições e de suas possíveis interações com as decisões de investimentos e financiamento.
MM, ao admitir que a estrutura de capital não seria mais irrelevante para o valor da empresa, se tornou-semais próximos dos tradicionalistas. Enquanto os tradicionalistas consideram a alavancagem diminui o custo de capital, independente do método de taxação dos lucros da empresa, MM consideram que o efeito da alavancagem sobre o custo de capital é decorrente da dedutibilidade dos juros no cálculo do lucro tributável. Assim, concluíram que o valor da empresa é maximizado no momento em que oendividamento alcança um nível de 100% da sua estrutura de capital.
Os fatores determinantes de estruturas de capital em quatro categorias distintas:
* Conflitos de interesse existentes entre vários grupos que reivindicam para si os recursos da empresa (Teoria da Agência);
* Percepção assimétrica de informações acerca da situação atual e das perspectivas da empresa entre os administradores eacionistas potencias (Assimetria de informações);
* Influência das características dos produtos e da estratégia de negócios da empresa;
* Disputas por controle acionário.

Principais agrupamentos teóricos acerca de estrutura de capital
Teoria das Trocas (Tradeoff theory)
Destaca-se que toda discussão sobre estrutura de capital passa pela dedutibilidade dos juros pagos sobre empréstimos, como que a taxa efetiva de juros pagos pela empresa reduz, se tornando atraente para a empresa se endividar.
Esposado a opinião de diversos autores sobre a teoria da agência, destaca-se um modo de lidar com tal problema de conflito que se dá com a absorção de dívida, pois a simples existência faz com que os administradores se concentrem naquelas atividades necessárias para garantir o seupagamento, ou seja, a dívida pode ser usada como um instrumento disciplinador.
Uma empresa de capital de terceiros, depara-se com conflitos de interesse entre acionistas e credores, surge ai as estratégias egoístas, em que podem vir a prejudicar os credores e beneficiar a si próprios. Existem três tipos de estratégias egoístas: Incentivo a assumir riscos elevados; Incentivo ao subinvestimento e...
tracking img