Estatistica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1573 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de julho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Formando: Maria Paula
STC – Formadora:
Turma:
Data:

O Ciclo de Azoto

1. Importância do azoto para os organismos vivos:
A sua importância para os seres vivos é que ela permite a fixação de 4 componentes importantes para o organismo: amonificação, desnitrificação, nutrificação e fixação do azoto.

O processo pelo qual o azoto circula através das plantas e do solo pela acção deorganismos vivos é conhecido como ciclo do azoto. O ciclo do azoto é um dos ciclos mais importantes nos ecossistemas terrestres. O azoto é usado pelos seres vivos para a produção de moléculas complexas necessárias ao seu desenvolvimento tais como aminoácidos, proteínas e ácidos nucleicos. O principal repositório de azoto é a atmosfera (78% desta é composta por nitrogênio) onde se encontra sob a formade gás (N2). Outros repositórios consistem em matéria orgânica nos solos e oceanos. Apesar de extremamente abundante na atmosfera o azoto é frequentemente o nutriente limitante do crescimento das plantas. Isto acontece porque as plantas apenas conseguem usar o azoto sob duas formas sólidas: íão de amônio (NH4+) e ião de nitrato (NO3-), cuja existência não é tão abundante. Estes compostos sãoobtidos através de vários processos tais como a fixação e nutrificação. A maioria das plantas obtém o azoto necessário ao seu crescimento através do nitrato, uma vez que o íão de amônio lhes é tóxico em grandes concentrações. Os animais recebem o azoto que necessitam através das plantas e de outra matéria orgânica, tal como outros animais (vivos ou mortos).

2. Circulação dele na natureza:

Oazoto é um componente essencial à vida, participando na constituição das proteínas, do ADN (Ácido Desoxirribonucleico), do ARN (Ácido Ribonucleico), da clorofila e de outras importantes moléculas orgânicas, representando o quarto elemento mais abundante nos tecidos vivos. Encontrado no ar atmosférico numa proporção de 78,09%, o azoto (N2) é indispensável à formação dos aminoácidos que constituem asproteínas, porém os organismos superiores não conseguem absorvê-lo directamente do ar.
O azoto é o elemento predominante da atmosfera terrestre (cerca de 78%). No entanto a maioria dos seres vivos não possuía capacidade de utilizá-lo directamente nesta forma (tal como ocorre com o oxigénio e o dióxido de carbono). O azoto necessita de ser fixado (“puxado” da atmosfera e ligado a oxigénio ehidrogénio) por determinados microrganismos como bactérias, fungos e algas. Alguns desses microrganismos encontram-se em simbiose com as plantas, formando compostos que elas podem usar na fotossíntese, ficando assim disponível a todos os níveis tróficos das cadeias alimentares. Outro processo de disponibilização do azoto para o mundo biológico corresponde a reacções de simplificação da matéria orgânicaresultante dos cadáveres dos seres vivos e dos seus excrementos (igualmente por microrganismos).
Existem outros processos tal como a fixação; a fixação biológica; a fixação atmosférica; a fixação industrial; a combustão de combustíveis fósseis; a assimilação; a mineralização/decomposição; a nutrificação e a desnitrificação.

3. Função das bactérias nas raízes das leguminosas e dos solos nociclo do azoto:

A fertilidade do solo depende da acção de bactérias decompositoras. Mas outros tipos de bactérias também contribuem para a riqueza do solo. É o caso das bactérias do género Rhizobium,que vivem associadas às raízes de leguminosas, um importante grupo de plantas, como a soja, o feijão e a ervilha. Uma vez instaladas nas raízes, as bactérias fixam o nitrogênio atmosférico (N2) etransformam-no em sais nitrogenados, que são assimilados pelas plantas. O Rhizobium, então, actua como um verdadeiro "adubo vivo", fornecendo às leguminosas os sais nitrogenados necessários para seu desenvolvimento. Depois de colhidas as sementes, o agricultor pode enterrar essas plantas, para que funcionem como"adubos verdes". De facto, à medida que se decompõem, as grandes moléculas orgânicas...
tracking img