Estatistica aplicada

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 28 (6819 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Variáveis Quantitativas Discretas
Quando estamos trabalhando com uma variável discreta que assume poucos valores, podemos dar a ela o mesmo tratamento dado às variáveis qualitativas ordinais, assumindo que cada valor é uma classe e que existe uma ordem natural nessas classes.
A Tabela 3 apresenta a distribuição de freqüências do número de filhos por família em uma localidade, que, nesse caso,assumiu apenas seis valores distintos.

|Tabela 3: Distribuição de freqüências do número de filhos por família em uma localidade (25 lares). |
|Número de |Freqüência |Freqüência |Frequência |
|filhos |Absoluta |Relativa (%) |RelativaAcumulada (%) |
|0 |1 |4,0 |4,0 |
|1 |4 |16,0 |20,0 |
|2 |10 |40,0 |60,0|
|3 |6 |24,0 |84,0 |
|4 |2 |8,0 |92,0 |
|5 |2 |8,0 |100,0|
|Total |25 |100 |--- |
| |  |  |  |

Analisando a Tabela 3, podemos perceber que as famílias mais freqüentes são as de dois filhos (40%), seguidapelas famílias de três filhos. Apenas 16% das famílias têm mais de três filhos, mas são ainda mais comuns do que famílias sem filhos.
A Figura 8 mostra a representação gráfica da Tabela 3 no gráfico à esquerda e a distribuição de freqüências do número de filhos por família na localidade B no gráfico à direita. Como o número de famílias estudadas em cada localidade é diferente, a freqüênciautilizada em ambos os gráficos foi a relativa (em porcentagem), tornando os dois gráficos comparáveis. Comparando os dois gráficos, notamos que a localidade B tende a ter famílias menos numerosas do que a localidade A. A maior parte das famílias da localidade B (cerca de 70%) têm um ou nenhum filho.
|[pic]|
|Figura 8: Distribuição de freqüências do número de filhos por família na localidade A (25 lares) e B (36 lares). |


Importante: Na comparação da distribuição de freqüências de uma variável entre dois ou mais grupos de tamanhos (número de observações) diferentes, devemos usar as freqüências relativas na construção do histograma. Deve-se, também usar amesma escala em todos os histogramas, tanto na escala vertical quanto na horizontal.
Quando trabalhamos com uma variável discreta que pode assumir um grande número de valores distintos como, por exemplo, o número de ovos que um inseto põe durante sua vida, a construção da tabela de freqüências e de gráficos considerando cada valor como uma categoria fica inviável. A solução é agrupar os valores emclasses ao montar a tabela, como mostra a Tabela 4.

|Tabela 4: Distribuição de freqüências do número de ovos postos por 250 insetos. |
|  |Freqüências Simples |Freqüências Acumuladas |
|Número |Freqüência |Freqüência |Freq.Abs. |Freq.Rel....
tracking img