Estancias antigas no rio grande do sul

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 20 (4880 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS
TEORIA E HISTÓRIA V








ESTÂNCIA DA PACHECA E DA FIGUEIRA







ISABELA PEREIRA








PELOTAS, NOVEMBRO DE 2011


ISABELA PEREIRA








ESTÂNCIA DA PACHECA E DA FIGUEIRA





















PELOTAS, NOVEMBRO DE 2011

AGRADECIMENTOS


SUMÁRIOINTRODUÇÃO...........................................................................................................04
1. A CIDADE DE CAMAQUÃ
1. Origem da cidade......................................................................................05
2. Desenvolvimento Econômico....................................................................08
2. ESTÂNCIA DA PACHECA
1.História......................................................................................................09
2. Importância para a Região........................................................................11
3. Análise Arquitetônica do Casarão.............................................................11
3. ESTÂNCIA DA FIGUEIRA
1.História......................................................................................................12
2. Análise Arquitetônica da Estância.............................................................13
CONCLUSÃO.............................................................................................................16
ANEXOS
Imagens...........................................................................................................18Inventários e Testamentos..............................................................................23
Testamento – Manoel da Silva Pacheco
Inventário – Dona Anna Ventura da Silva
Testamento – Antônio José Centeno
Inventário – Antônio José Centeno
BIBLIOGRAFIA........................................................................................................24











INTRODUÇÃO

A presente pesquisa tem por objetivo mostrar a importância histórica da Estância da Pacheca e Estância da Figueira, para o desenvolvimento da cidade de Camaquã, bem como analisar as características arquitetônicas presentes nestes locais. Para isso vamos partir da contextualização histórica, onde, apesar de encontrarmos cerca de trinta e cinco estânciasque também foram influentes de forma parecida, nos ateremos às referidas acima.
Procederemos tentando mostrar como foi, a partir delas, que surgiram neste local os primeiros traços de uma economia influente, que posteriormente vem a se desenvolver e adquirir autonomia. Economia essa que consequentemente resulta na criação de infraestruturas públicas como pontes e estradas onde antes se encontravauma área de predominância de banhados que dificultavam o transito e o transporte.
Este trabalho, também, tem o intuito de analisar a história dessas sedes que estão assentados nesta região, e que hoje, em parte, apresentam-se esquecidas. Queremos aqui reviver o valor desses prédios arquitetônica, histórica, cultural e economicamente para o crescimento do atual município de Camaquã.1. A CIDADE DE CAMAQUÃ


1. Origem da Cidade
O surgimento do município de Camaquã esta ligado diretamente a criação da Capela de São João Batista (fig.01). Este momento da historia se deve ao sesmeiro Capitão Joaquim Gonçalves da Silva (pai de Bento Gonçalves), pois era de seu interesse a construção da capela em terras próximas a sesmaria do Cordeiro[1] por essemotivo, doou a área do terreno onde seria executada a construção da capela. O capitão Joaquim, convidou seu genro Boaventura José Centeno para a fundação da Irmandade de São João Batista, a qual foi criada por provisão do bispado em 9 de dezembro de 1815, segundo consta:


“(...) Dom José Caetano da Silva Coutinho, que, a 9 de dezembro de 1815, com sua comitiva vinda de Pelotas,...
tracking img