Estado, sociedade civil e organismos mundiais de poder

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (664 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de agosto de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Pedagogia MA-2

Educação como práxis político – pedagógica

Estado, sociedade civil e organismos mundiais de poder

Rosangela


A globalização desafia os quadros de referência política,como prática e teoria. Devido às transformações geoistóricas que ocorrem no século XX, podemos perceber o desenvolvimento da globalização, e conseqüentemente a necessidade de reelaboração de categoriasbásicas da ciência política que haviam sido elaboradas com base na dinâmica da sociedade nacional, e que devido à globalização, devem ser reelaboradas por não responderem às exigências da reflexão sobrea dinâmica da sociedade mundial.
Essa transnacionalização reorienta e reduz a capacidade decisória do governo nacional. O Estado pode transformar-se em aparelho administrativo das classesdominantes; neste caso classes dominantes em escala mundial, para as quais os governantes nacionais se revelam simples funcionários.
O poder estatal sofre grande influência das injunções externas (Estado) ecomo causa disso, as forças sociais internas (sociedade civil) acabam tendo pouca, ou quase nenhuma influência nas diretrizes e na organização.
Cabe uma reestruturação do Estado, mas infelizmentedevido às interferências externas, a sociedade civil pouco influencia nessa reforma, e o que vigora é o interesse das organizações mundiais de poder. Sendo assim, é evidente a imposição das tendênciaspredominantes do Estado articuladas com organismos de poder, afirmando a separação de Estado x sociedade civil, Globalismo x Nacionalismo.
A construção de hegemonias conflitantes pode ser um requisitoessencial para a dialética sociedade civil e Estado, as classes subalternas estão na defensiva devido à globalização, e em grupos podem tentar traduzir-se em governabilidade, dirigência,estabelecendo objetivos ligados a educação, transporte, habitação, saúde, entre outros. Sem hegemonia é difícil se pensar em democracia. No entanto, o controle das hegemonias é das organizações multilaterais e...
tracking img