Escravos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1121 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
SISTEMA DE ENSINO PRESENCIAL CONECTADO
licenciatura-história

autores: flavio luiz benini
MAURO IZIDORO BUGINSKI
PAULO PERUZIN

O TRÁFICO DE ESCRAVOS

PROF:FABIANE, FABIO, CLEITON, JANAINA, REINALDO.

CONCÓRDIA SC
2012
introdução

As grandes navegações; tiverão seuápice no século XV, aonde o estado e a burguesia, tiveram uma boa relação com a nobresa.As rotas marítimas eram conhecidas pelos europeus, um grande feito português foi a navegação pelo atlântico, em busca das indias e suas riquezas, a primeira vitória foi a cidade Celta no norte da Africa, por ser um porto fundamental, a jornada pelo atlântico levou, as ilhas de Açores, Amadeira e cabo verde,seguindo o caminho agora pelo índico chegão a Calicute, situada no sul da Índia, inaugurando a sim um novo caminho marítimo.

A África é um continente vasto, composto por diversas etnias, hábitos e religiões distintas e rivalidade seculares, a linguagem dos habitantes do norte são sigelas de um grupo linguísticos (os falantes do berbere), os africanos já eram conhecidos dos europeus;especificamente os do norte chamados de África Branca, tendo um comercio com os italianos, nessa regiao, cituavase a sefilisação egipcia, toda essa região foi tomada pelos muçulmanos no seculo VI, que impuserão sua religião o islamismo, os navios que os homens de Portugal tomaram foram os da África Negra localizada a oeste na costa do atlântico
No imaginário europeu, as terras além da europa, fosse nooriente ou ocidente, eram povoadas e assim seria o paraiso terrestre, pois havia quatro rios, um deles chamado Gion, o qual banhava toda Etiopia, consequentemente dele nasce o nilo .
O comércio na África , era baseado na troca entre elas armas, ouro; mas tudo em pequenas quantidades, pois não existia moedas, os africanos tinham uma relação com os portugueses de negociação, só faziam negosos bemelaborados alianças com os povos da região almejando mercadorias vistosa aos europeus, consequentemente o comércio de homens era visto, como escravismo era uma realidade na africa, antesedendo os portugueses e os europes, e estava enraizadas nas nações africanas, os berços dos escravos estavam associados, os conflitos tribais onde o vencedor escravisava os derrotados, foi o Islã que iniciou essasina em seu contato com a africa negra situado entre NIGER EDARFUR e de seus centros mercantis da África oriental com uma grande escala no trafico negreiro, o comércio de homens teve uma divulgação incontestável, as tribos os reinos negro os berberes, as etnias não muçulmanas, conheciam e consequentemente trocavam produtos por escravos .
O europeu encontrava na sua etnia superior umamaneira soberba, através da vestimenta, na forma da linguagem nos conhecimentos evolutivos exemplo, náutico na religião cristã, erão as justificativas expostas para o tráfico e escravidão do africano, a religiao atraves do papa nicolal V, que autoriva o titulo perpetuo, a Dom Afonso V, rei de Portugual em relação as terras descobertas, as que viriam ser, além de concentir para a escravião, “Nos[...] consedemos livre e ampla lisença ao rei Afonso para invadir perseguir capturar, derotar, e submeter todos os racenos e qualquer pagão e outros inimigos de cristo onde quer que estejam e seus reinos {...}e propriedades e redusilos a escravidão perpetua e tomar para si seus sucessores e seus reinos {..;} e propriedades ( Bula “ROMANOS PONTIFEX”, 8 de janeiro de 1455) .
Com aprovação do clero, da sociedade e o finaciamento das viagens pala burguesia, os portugueses retiraram da África cerca de 15.milhoes de pessoas deslocando os para o continete americano recém descoberto para trabalhar na condição de escravos, nas lavouras, minerações, serviços domésticos.(os escravos tinham o dirieto a nada ).
Para o homem moderno europeu os africanos eram insignificantes,...
tracking img