Entrevista gardner

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1725 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
1 Entrevista

A-
A
A+

Data comemorativa
Assunto
Ano

Selecione


1 Todos são inteligentes e podem aprender

entrevista com Howard Gardner, publicada na edição nº 405, abril de 2010.

[pic]
Howard Gardner Psicólogo norte-americano, professor de Educação e Psicologia na Universidade de Harvard e de Neurologia na Universidade de Boston.

Em pleno século 21, tempo designificativas mudanças em nossa sociedade, buscamos compreender nossos potenciais para aprender mais e melhor. Por isso, conversamos com o psicólogo norte-americano Howard Gardner.

Sendo o principal idealizador da Teoria das Inteligências Múltiplas, criada e aperfeiçoada desde 1985, ele nos ajuda a entender que todos podemos aprender e, além disso, desenvolver aprendizagens a partir de diferentesinteligências.

Entre as inteligências destacadas, há alguma que seja privilegiada pela sociedade?

Através de diferentes períodos da história, diferentes inteligências foram valorizadas. A inteligência naturalista era tremendamente importante quando vivíamos mais perto da natureza. Então, quando surgiu a capacidade de ler e escrever, a inteligência linguística se tornou hegemônica. Hoje em dia, pensoque a atenção recai sobre as inteligências pessoais. Tanto o entendimento de outras pessoas (o que em uma sociedade diversa e globalizada é importante), mas também a inteligência intrapessoal (entender a si mesmo), porque hoje nós precisamos tomar muitas decisões sobre como nós vivemos a nossa vida. Diferentemente, há 100 anos atrás, as pessoas simplesmente faziam o que seus pais e avós haviamfeito.

Com o tempo, podem surgir mais inteligências?

Eu sou muito conservador na adição de inteligências. Tenho um conjunto de oito critérios para o que conta como uma inteligência, e, a menos que eu esteja convencido de que eles foram satisfeitos, eu não adicionaria nenhuma. Em 25 anos, eu só adicionei uma inteligência, a naturalista. E ela sempre existiu - eu só não a havia reconhecido. E umacom a qual estou brincando agora é a que eu chamei inteligência existencial. Estou procurando evidências de que há partes do cérebro que lidam com fenômenos que são grandes ou pequenos demais para serem percebidos, como questões existenciais.

As escolas ainda têm a tendência de tratar todos os alunos da mesma maneira?

Tradicionalmente, as escolas focaram-se muito em inteligênciaslinguísticas e lógicas. E são muito boas em educar pessoas que as dominam. A grande diferença na educação hoje é que o propósito mudou, de simplesmente selecionar os que já são bons estudantes, em favor de tentar atingir aqueles que podem não ser tão bons em linguagem e lógica. Esse é um desafio que a maioria das sociedades encontrou neste ponto.

O que é ideal: identificar as inteligências mais latentesem uma criança e procurar desenvolvê-las melhor, ou procurar desenvolver todos os tipos de inteligência em todas as crianças?

Primeiro de tudo, esta é uma questão sobre valores e, então, não há uma resposta científica para ela. É uma questão de qual sistema de valores você tem. Algumas pessoas valorizam mais liberdade, outras valorizam foco e disciplina. O meu próprio sistema de valores apontaque, quando as crianças são pequenas, nós devemos expô-las a diversas experiências e encorajá-las a usar as inteligências ou aptidões que de outra forma não utilizariam. Pessoalmente, penso que devemos nos especializar na medida em que nós envelhecemos. Se você é bom em algo, as outras pessoas podem sempre ajudá-lo no que você não é tão bom, porque você pode ajudá-las no que elas não são tão boas.Mas nós não queremos que todos sejam especializados. Nós queremos, por exemplo, que o líder de um país saiba escolher pessoas especializadas, que tenham as habilidades que ele não tem. Então, é uma mistura complexa.

Como o professor pode agir quando percebe que alunos estão com dificuldades na escola?

Nós precisamos fazer uma distinção entre usar certas inteligências e ser bem-sucedido...
tracking img