Ensaio visual

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1198 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO
O ensaio visual foi o primeiro método de ensaios
não-destrutivos aplicado pelo homem.
É certamente o ensaio mais usado de todos, em
todos os ramos da Engenharia. A história do
ensaio visual de objetos, remonta a mais remota
antiguidade.
Por este motivo, pode-se imaginar que seja o
ensaio mais simples de todos; entretanto, na
moderna época em que vivemos, ensaio ainda éfundamental.

INTRODUÇÃO
A inspeção visual tem grande importância na
condução de outros ensaios, como por exemplo,
nas radiografias das soldas , de estruturas, de
componentes e órgãos de máquinas.
Cada tipo de inspeção visual necessita de um
profissional com conhecimentos práticos, treinado
e qualificado através de provas.

HISTÓRICO
O Ensaio Visual foi o primeiro ensaio surgido naindústria, utilizado para o controle de qualidade de
equipamentos e componentes metálicos e não
metálicos.

HISTÓRICO
No Brasil a inspeção de equipamentos chegou na
década de 50 quando o país implantou a sua
primeira refinaria, em Mataripe – na Bahia, ainda
no tempo do Conselho Nacional do Petróleo
(CNP).
Com as refinarias em operação no Brasil, chegou à
necessidade da inspeção, já quenossas refinarias
eram modernas e operavam continuamente.

HISTÓRICO
1978 – Foi realizado uma Assembléia Geral para
formação da entidade de ensaios não destrutivos
(19 de setembro).
1979 - Fundada em 27 de março a ABENDI
(Associação Brasileira de Ensaios Não Destrutivos e
Inspeção).

HISTÓRICO
A “Associação Brasileira de Ensaios Não
Destrutivos e Inspeção - ABENDI ” é uma entidadetécnico-científica, sem fins lucrativos, de direito
privado, com sede em São Paulo, fundada em
março de 1979, com a finalidade de difundir as
técnicas de END e Inspeção, através de ações
voltadas ao aprimoramento da tecnologia e,
consequentemente, do pessoal e das empresas
envolvidas no tema.

END: ENSAIOS NÃO DESTRUTIVOS

REFERENCIAL TEÓRICO
Temas abordados nesta apresentação se baseia na“Apostila de Inspeção Visual” de Raimundo
Sampaio; “Ensaio não destrutivo – parte-3” – Paula
Leite e Normas da Petrobrás e da ABNT, cujas
algumas estão descritas abaixo:
ABNT NBR ISO / IEC17020 NBR17020
Critérios de Avaliação de Organismo de Inspeção;
PETROBRÁS N-1597
Ensaio não-destrutivo visual ;
PETROBRÁS N-1590
Ensaio não-destrutivo qualificação de pessoal

TÉCNICAS PARA O ENSAIOPara obter resultados satisfatórios e válidos, os
seguintes itens devem ser considerados como
elementos fundamentais para os resultados destes
ensaios:
•Pessoal treinado, qualificado e certificado;
•Equipamentos calibrados;
•Procedimentos de execução de ensaios
qualificados com base em normas e critérios de
aceitação previamente definidos e estabelecido.

TÉCNICAS PARA O ENSAIO
Osmétodos de ensaio visual direto e remoto
devem ser realizados com uma luminosidade
mínima de 30 Lux para exame em geral e 540 Lux
para detecção ou estudo de pequenas
descontinuidades.
Devem ser definidas as faixas do ângulo de
incidência da luz sobre a superfície e do
ângulo de observação, quando se utilizar à luz
artificial para contraste das irregularidades.

TÉCNICAS PARA O ENSAIO TÉCNICAS PARA O ENSAIO
A inspeção visual é um método subjetivo
executado com uso da visão auxiliada ou não
por instrumentos óticos.
Pode ser dividida em: Ensaio Direto e Remoto.

MÉTODOS DO ENSAIO
Ensaio visual direto
É a inspeção executada apenas com a visão
desprovida de extensões auxiliares especiais.

Ensaio visual remoto
Na inspeção visual o olho humano é auxiliado por
uma série deinstrumentos óticos.
Veja exemplos a seguir:

ENSAIO VISUAL REMOTO
Instrumentos utilizados:

Telelupa ou boroscópio

Circuito fechado de TV

Espelho de Luz

Transluzente

Acessórios utilizados:
 Espátula;
 Martelo;
 Imã;
 Máquina fotográfica;
 Lanterna;
 Binóculo;
 Instrumentos de medição.
(paquímetro, micrômetro interno / externo,
goniômetro, nível, trena,...
tracking img