Engenheiro

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (257 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de abril de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
MANUTENIBILIDADE USANDO MODELOS PROBABILÍSTICOS

As dificuldades associadas com a estimativa e previsão dos tempos das tarefas ligadas à manutenção resultam do simples fatoque esses tempos não são determinísticos. Há o elemento humano presente no processo de manutenção nas diversas fases existentes e, conseqüentemente, observa-se grande variabilidadeestocástica associada aos tempos relacionados às conseqüentemente, observa-se grande variabilidade estocástica associada aos tempos relacionados às atividades de manutenção.Manutenibilidade é um índice associado a um equipamento sob reparo. É a probabilidade que um equipamento em falha será reparado dentro de um tempo "t".

Se "t" é uma variávelaleatória representando o tempo de reparo, então a Manutenibilidade é definida como a seguir:

Para o caso em que o tempo de reparo é exponencialmente distribuído, com uma taxade reparo (), então a função densidade probabilidade é dada por:



integrando tem-se



Logo, o valor esperado do tempo de reparo denominado TMPR (Tempo Médio ParaReparo) é dado por:



A utilização da Distribuição Lognormal nos estudos de manutenibilidade está baseada na Lei de Weber-Fechner, que provou que o tempo de resposta deanimais e elementos humanos a simples estímulos físicos ou percepções são freqüentemente lognormal. Estudos experimentais mais recentes do tempo de reação de elementos humanos paramodelos de percepção mais complicados, envolvendo algum grau de aprendizagem, indicaram que esses tempos de reação, seguem uma distribuição lognormal. Após a análise damanutenibilidade, pode-se identificar diversos problemas que podem conduzir a altos tempos de reparo, tornando-se necessário modificar o sistema de manutenção. Como exemplos, podemos citar:
tracking img