Engenharia eletrica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 179 (44737 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Aplicações de Automação
1a Edição

Marco Antônio Ribeiro

Aplicações de Automação
Marco Antônio Ribeiro
Quem pensa claramente e domina a fundo aquilo de que fala, exprime-se claramente e de modo compreensível. Quem se exprime de modo obscuro e pretensioso mostra logo que não entende muito bem o assunto em questão ou então, que tem razão para evitar falar claramente (Rosa Luxemburg)

©2003, Tek Treinamento & Consultoria Ltda Salvador, Inverno 2001

Dedicado a

Prefácio
O presente trabalho foi escrito como suporte de um curso ministrado a engenheiros e técnicos ligados, de algum modo, às atividades de produção e operação de Terminal de Petróleo, onde são manipulados, armazenados, movimentados e processados óleo bruto, gás natural e produtos claros e escuros de petróleo. 1.Pirâmide da Automação 2. Tecnologias 1.1. SCADA 1.2. CLP 3. Redes 4. Integração de sistemas Sugestões e críticas destrutivas são benvindas, no endereço: Rua Carmen Miranda 52, A 903, CEP 41820-230, Fone (071) 452-3195 e Fax (071) 452-3058 e no e-mail: marcotek@uol.com.br .

Marco Antônio Ribeiro
Salvador, Verao 2003

Autor

Marco Antônio Ribeiro se formou no ITA, em 1969, em Engenharia deEletrônica blablablá, blablablá, blablablá, blablablá, blablablá, blablablá, blablablá, blablablá, blablablá, blablablá, blablablá, blablablá, blablablá, blablablá, blablablá, blablablá, blablablá. Durante quase 14 anos foi Gerente Regional da Foxboro, em Salvador, BA, período da implantação do polo petroquímico de Camaçari blablablá, blablablá, blablablá, blablablá, blablablá, blablablá,blablablá, blablablá, blablablá, blablablá, blablablá, blablablá, blablablá, blablablá, blablablá, blablablá, blablablá, blablablá. Fez vários cursos no exterior e possui dezenas de artigos publicados nas áreas de Instrumentação, Controle de Processo, Automação, Segurança, Vazão e Metrologia e Incerteza na Medição blablablá, blablablá, blablablá, blablablá, blablablá, blablablá, blablablá, blablablá,blablablá, blablablá, blablablá. Desde 1987, é diretor da Tek Treinamento & Consultoria Ltda. blablablá, blablablá, blablablá, blablablá, blablablá, blablablá, blablablá, blablablá, blablablá, blablablá, blablablá, blablablá, blablablá, blablablá, blablablá, firma que presta serviços nas áreas de Instrumentação e Controle de Processo.

Aplicações de Automação Conteúdo
7. Análise da tarefa 24 251. AUTOMAÇÃO
1. Controle contínuo automático 3.1. Introdução 3.2. Malha aberta ou fechada 3.3. Ações de Controle 3.4. Conclusão 3.5. Otimização de Controle 2. Controle Lógico 2.1. Conceito 4.2. Definição de controle de processo com estado discreto 4.3. Características do sistema 4.4. Variáveis de estado discreto 3. Alarme e Intertravamento 3.1. Segurança da Planta 3.2. Tecnologias do Sistema2.2. Escolha do Sistema 3.3. Alarme do Processo 3.4. Intertravamento do Processo 4. Operação do Processo 4.1. Introdução 4.2. Fatores Humanos no Projeto Temas em fatores humanos 2.2. Fatores humanos na operação 3. Funções do operador de processo

1
1 1 1 2 5 5 6 6 6 7 8 9 9 10 11 12 14 14 14 15 15 17 20

8. Display da informação

3. CONTROLE SUPERVISÓRIO E AQUISIÇÃO DE DADOS SCADA 29
1.Introdução 1.1. Aplicações 1.2. Equipamento (Hardware) 1.4. Intouch 1.5. FixDMax 2. Equipamentos do SCADA 2.1. Centro de Controle 2.2. Um exemplo de partida de bomba 3. Computador Central 3.1. Introdução 3.2. Software do computador central 3.3. Sistema de aquisição de dados 3.4. Base de dados 3.5. Módulo de cálculo 3.6. Base de dados e módulo de cálculo 3.7. Sistema de alarme 3.8. Gerenciador deeventos 3.9. Relógio 3.10. Apresentação de tendências 3.11. Comando partida de bomba 4. Comunicações 29 29 29 31 32 33 35 36 37 37 37 38 39 41 41 42 42 42 43 43 44

4. Atributos Mentais do Operador 21 4.1. Automatização 21 4.2. Modelo mental do operador 21 4.3. Representação espacial do sistema para o operador 21 5. Estudos do Operador 6. Alocação de função 22 24

4.1. Introdução 44 4.2....
tracking img