Endocardite infecciosa

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2442 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Pós- Graduação: Enfermagem em Cardiologia.
Prof°: Ms Antônio Machado.

ENDOCARDITE INFECCIOSA

Felipe Campelo
Tatianna Ferreira de Craveiro
Thayse Soares Spíndola

TERESINA (PI)
2011
1 INTRODUÇÃO
Endocardite infecciosa é uma doença grave, que resulta usualmente da invasão de microorganismos (bactéria ou fungo) em tecido endocárdico ou material protético do coração. Havendooportunidade para bacteremia, como por exemplo, a manipulação dentária em portadores de valvopatia, pode ocorrer colonização pela aderência do microorganismos na valva deformada (1).
A endocardite infecciosa (EI) possui um alto risco de morbidade e mortalidade. Depois da sepse urológica, pneumonia e sepse intra-abdominal é a síndrome infecciosa que mais ameaça a vida nos dias de hoje. Apresenta umaelevada incidência - 15.000 a 20.000 casos novos ao ano. O seu prognóstico depende de um diagnóstico rápido, tratamento efetivo e um pronto reconhecimento de suas complicações (2).
Uma vez confirmado o diagnóstico de endocardite infecciosa, para o tratamento adequado é necessário manter o paciente internado por um longo período (pelo menos um mês), em uso de antibióticos endovenoso em altas doses. Emdecorrência da alta mortalidade em torno de 25%, devemos ficar atentos às complicações clínicas possíveis, como agravamento da lesão valvar pré-existente, insuficiência cardíaca, embolias sépticas sistêmicas, insuficiência renal e em 35% dos casos há necessidade de cirurgia cardíaca (1).









2 DESENVOLVIMENTO
A endocardite infecciosa é uma infecção das válvulas esuperfícies endoteliais do coração. Em geral, a endocardite desenvolve-se nas pessoas com defeitos cardíacos estruturais (p. ex., distúrbios valvulares). A endocardite infecciosa é mais comum nas pessoas idosas, provavelmente por causa da resposta imunológica diminuída à infecção e das alterações metabólicas associadas ao envelhecimento (3).
A endocardite infecciosa geralmente é causada por bactériase, mais raramente, por fungos, que invadem a corrente sanguínea ou contaminam diretamente o coração durante uma cirurgia cardíaca. As válvulas anormais ou as próteses valvulares são mais propensas a desenvolverem um quadro de endocardite infecciosa (5).
Um achado típico da doença é o surgimento de vegetações (acúmulos de bactérias, células inflamatórias e coágulos sanguíneos nas válvulas), asquais podem se desprender do coração em direção a órgãos vitais, obstruindo o fluxo sanguíneo dos mesmos (embolização arterial). Essas obstruções são graves e podem causar um derrame cerebral ou infarto do miocárdio (5).
A endocardite infecciosa pode ocorrer subitamente, sendo potencialmente fatal em questões de dias (endocardite infecciosa aguda fulminante), ou pode evoluir de uma forma gradual,ao longo de um período de semanas a meses (endocardite infecciosa subaguda) (5).

FISIOPATOLOGIA
A endocardite infecciosa é mais comumente causada por invasão direta do endocárdio por um micróbio (p.ex., estreptococos, enterococos, pneumococos, estafilococos). Em geral, a infecção causa a deformidade dos folhetos valvulares, mais ela pode afetar outras estruturas cardíacas como as cordastendíneas. Outros microorganismos etiológicos incluem os fungos e rickéttsias. Os pacientes em risco mais elevado para a endocardite infecciosa são aqueles com próteses valvulares cardíacas, um história de endocardite, malformações congênitas cianóticas complexas e shunts sistêmicos ou pulmonares ou condutos que foram construídos por meios cirúrgicos (p.ex., enxertos de veia safena, enxertos de artériamamária interna). Em alto risco estão os pacientes com cardiopatia reumática ou prolapso da válvula mitral e aqueles que possuem próteses de válvulas cardíacas (3).
A endocardite adquirida em hospital ocorre mais frequentemente em pacientes com doença debilitante, naqueles com cateteres de demora e naqueles que recebem terapia intravenosa ou com antibiótico prolongada. Os pacientes que recebem...
tracking img