Empregabilidade dos administradores

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 37 (9040 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Resumo



Esta investigação se propõe a analisar o tipo de funcionário recém-formado que grandes empresas privadas procuram para compor seu quadro gerencial. Parte da hipótese de que existe um conjunto de qualificações técnicas e comportamentais que estão mais ou menos alinhadas com as necessidades mercadológicas que envolvem essas corporações e que nem sempre encontram respaldo na formaçãooficial de um curso de graduação em administração de empresas. Para identificar os requisitos valorizados pelas empresas em seu processo de seleção de candidatos a cargos da área gerencial, foram entrevistadas oito pessoas-chave da área de Recursos Humanos de grandes empresas, responsáveis pela condução de processos seletivos estruturados.



A pesquisa conclui que a formação cognitivaespecífica recebida pelo graduando não é fator decisivo na contratação, mas, sim, as variáveis comportamentais e vivenciais do aspirante ao cargo e a excelência da

instituição de ensino cursada.



1 Doutora em Sociologia pelo IUPERJ. Professora do quadro principal da PUC-Rio.Endereço: Rua Marques de São Vicente 225 – Gávea - Rio de Janeiro/RJ –

Brasil -CEP: 22451900 - Email:ah.lemos@uol.com.br

2 Doutor em Administração pela PUC-Rio. Coordenador do curso de Graduação em Administração da PUC-Rio. Professor do quadro principal da PUC-Rio.

Endereço: Rua Marques de São Vicente 225 – Gávea - Rio de Janeiro/RJ – Brasil -CEP: 22451900 - Email: mpinto@iag.puc-rio.br



Introdução



O processo de reestruturação produtiva atualmente em curso tem provocado mudançassignificativas na forma como se organiza o mercado de trabalho, mudanças estas que têm criado um cenário de crescimento dos índices

de desemprego aberto e precarização do emprego,1 afetando a forma como as pessoas gerenciam suas trajetórias profissionais. Essas transformações têm aparecido no centro da discussão sobre o mercado de trabalho na qual

se engajam estudiosos de diferentes orientações teóricase ideológicas.

Apesar da crise do emprego ser o tema comum na maior parte das formulações contemporâneas acerca do mercado de trabalho, estas não convergem quando se trata de apontar as causas e, conseqüentemente, as saídas para o problema em análise. Para autores como Castel (1998) e Rifkin (1995), a reestruturação produtiva – na medida em que permite que se produza mais, com menosmão-de-obra – é a principal responsável pelo

decréscimo da oferta de postos de trabalho. Já Coutinho (1997) e Pochmann (2001) vêem a reestruturação produtiva associada à globalização econômica como causadoras do desemprego, notadamente, nos países periféricos. Uma terceira vertente – representada no Brasil por economistas como Amadeo (1998), Neri, Camargo e Reis (1999) e Barros, Cossio e Teles (2001) –atribui à conjugação reestruturação produtiva e despreparo dos trabalhadores para assumir os novos postos de trabalho, a responsabilidade pelo crescente

desemprego.

No caso brasileiro, observa-se que essa terceira vertente vem se constituindo na principal orientadora da discussão pública sobre o problema do desemprego. Essa é a versão com mais visibilidade na imprensa, além

de ter orientadoa política pública de maior abrangência elaborada no passado recente pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) para enfrentar a crise de desemprego contemporânea: o Plano Nacional de

Qualificação do Trabalhador (Planfor).

2 A versão que atribui à precária qualificação dos trabalhadores a responsabilidade pelos elevados índices de desemprego delineia a crise contemporânea do mercado detrabalho como um problema de oferta inadequada de força de trabalho. A partir desse panorama, intensificam-se os esforços individuais e institucionais com vistas a adequar a formação profissional à demanda do mercado de trabalho. A expectativa por se atingir a empregabilidade passa a orientar tanto as aspirações do jovem profissional, ansioso por garantir sua vaga nesse disputado mercado, quanto...
tracking img