Elogio da crueldade

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 40 (9998 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Elogio da crueldade: Bataille, Kafka e o “suplício chinês”
Robert Buch
(Tradução de Júlio Castañon Guimarães)

A fotografia mostra um homem jovem que está sendo esquartejado vivo. Dois grandes ferimentos abertos em seu peito sangram
profusamente. Parece que seus braços estão presos às costas, mas
de fato foram cortados. Não há cadafalso ou estrado, apenas uma
armação de estacas o mantémerguido, enquanto três carrascos, cercados por um grupo atento, estão ocupados cortando-o em pedaços.
É difícil descrever a expressão de seu rosto. Enquanto os carrascos
parecem absortos em sua tarefa e os espectadores parecem presos
ao que os homens estão fazendo, os olhos do jovem se voltam para
cima. Como conseqüência, dois eixos visuais diametrais dividem e
organizam a imagem. Tanto o olhardos espectadores quanto o dos
carrascos convergem para algum ponto na parte central inferior; o
olhar da vítima dirige-se para longe. A imagem justapõe um momento de absorção concentrada e uma visão de êxtase, os espectadores intensamente concentrados formam um acentuado contraste
com a expressão vazia do rosto do jovem.
A fotografia mostra o lingchi [ou leng-tch’e], a “tortura dos cempedaços”. Faz parte de uma série que documenta o esquartejamento
de um jovem no início do século XX em Pequim. Começando pelo
tronco, os carrascos previsivelmente procederiam à extirpação dos
braços e das pernas, e terminariam por cortar a cabeça. Em geral, a
vítima morria antes do procedimento ter chegado ao fim. A imagem
final mostra um corpo despedaçado que dificilmente é reconhecível
comosendo humano. O momento da morte deve ter ocorrido em
algum instante entre a segunda, terceira e quarta imagens.1
Embora a punição do lingchi remonte ao século X, segundo
historiadores da legislação, constituiu um acréscimo relativamente

1

Cf. ELKINS, James. The object
stares back. New York: Simon &
S chuster, 1996. p. 101-116.

215

ESCRITOS II

2

C f. http://turandot.ish-lyon.cnrs.fr
3

A área em que isso mais se deu
foi a teoria e crítica de arte, nas
décadas de 1980 e 1990. Cf.
ELKINS, James. The very theory of
transgression: Bataille, Lingchi
and surrealism. Australian and
New Zealand Journal of Art 5, n.
24, p. 5-19, 2004. Mas o envolvimento de Bataille com as imagens também deu origem a um
grande número de reações literárias e artísticas, de modo dignode nota na América Latina; ver
em especial: ELIZONDO, Salvador.
Farabeuf o la crônica de un instante. México, D.F.: Joaquín Mortiz,
1965; a imagem desempenha um
papel mais indireto no romance
Rayuela, de Julio Cortazar (Buenos Aires: Sudamericana, 1963),
bem como nos romances de Mario Vargas Llosa e na ficção de
Juan García Ponce – para todos
esses escritores, cf. UBILUZ, Juan
Carlos.Sacred eroticism: Georges
Bataille and Pierre Klossowski in
the Latin American erotic novel.
Lewisburg: Bucknell University
Press, 2006.

216

tardio ao código penal chinês (só foi codificado nos séculos XIII ou
XIV). Controversa como de fato sempre foi, a punição foi abolida
no final de 1905. Há grande número de fotos das execuções chinesas, feitas por viajantes ocidentais na virada doúltimo século. De
fato, a imagem descrita acima foi supostamente feita no início de
1905, ano em que a punição foi abolida. Essas fotografias figurariam
em tratados científicos e pseudocientíficos, em narrativas de viagem
sobre o Extremo Oriente, e até mesmo circulariam como cartões
postais, alimentando, de modo não diferente das imagens pornográficas, um certo voyeurismo “orientalista”.
Nosúltimos anos, a descoberta de um grande número de fotografias do lingchi despertou muito interesse pelas imagens e sua
história. Em 2005 realizou-se um colóquio; duas antologias críticas
estão em preparo; e tem havido exposições tanto em Cork, Irlanda,
quanto na França, no Musée Nicéphore Niépce, em Chalon-surSaône. Um website gerido pelo Institut d’Asie Orientale em Lyon
(uma divisão do...
tracking img