Eletrica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1407 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1. Trate seriamente o pecado!
Pecado é a transgressão voluntária da lei. Quando alguém, por vontade própria, desobedece à ordem de Deus, ele está pecando. O clássico exemplo bíblico disso é a queda do homem, registrada em Gênesis 3. Após a criação da terra e de tudo o que nela há, Deus colocou o homem no Jardim do Éden e lhe disse: “De toda árvore do jardim comerás livremente, mas da árvore doconhecimento do bem e do mal não comerás; porque, no dia em que dela comeres, certamente morrerás” (Gn 2.16). Pouco depois, influenciados pela serpente (Satanás), Eva e Adão tomaram do fruto daquela árvore e o comeram. Apesar de induzidos pelo diabo, os dois foram os responsáveis pelo ato, pois, cientes da ordem de Deus, escolheram comer do fruto e, assim, desobedecer ao Criador. Eles não foramobrigados a fazer aquilo. Não estavam sob o controle da serpente. Eles decidiram fazer o que fizeram. Todo e qualquer pecado presente em nosso dia-a-dia assim está porque nós o escolhemos e permitimos. É claro que há pecados que nos são ocultos, que não conseguimos discernir (Sl 19.12). Entretanto, muitos dos pecados que constantemente praticamos nos são conscientes. O primeiro voto fala detratarmos com seriedade esses pecados, confessando-os a Deus e nos arrependendo deles. Arrependimento é uma mudança de atitude. Jesus, ao perdoar uma mulher adúltera, lhe disse: “Eu também não a condeno. Agora vá e abandone sua vida de pecado” (Jo 8.11 – NVI). Eliminar os pecados que sabemos fazem parte de nossas vidas é o compromisso do primeiro voto. E quanto àqueles que nos são ocultos, oremos aoSenhor para que Ele nos sonde e nos revele (cf. Sl 139.23,24).
2. Não seja dono de coisa alguma!
Mordomia é um conceito antigo que está presente na Bíblia. Segundo um léxico grego, mordomo (do grego oikonomos) é “um administrador, gerente, superintendente (seja nascido livre ou, como era geralmente o caso, um liberto ou um escravo) para quem o chefe da casa ou proprietário tinha confiado àadministração dos seus afazeres, o cuidado das receitas e despesas, e o dever de repartir a porção própria para cada servo e até mesmo para as crianças pequenas” (Léxico Grego de Strong, Bíblia Online, Módulo Avançado, Versão 3.00). O mordomo administrava algo do qual não era o dono. Apesar de estar cercado por muitos bens e riquezas, e geri-las conforme o seu parecer, não possuía nenhuma delas.
Esseconceito se aplica a nós cristãos nos dias de hoje. Nossos bens, na verdade, não são nossos. A Bíblia diz: “Ao SENHOR pertence a terra e tudo o que nela se contém, o mundo e os que nele habitam” (Sl 24.1). Paulo também diz em Romanos 11.36: “Porque dele (...) são todas as coisas”. Não somos donos nem de nós mesmos! Sendo assim, não devemos nos apegar a coisa alguma. Quanto a isso, disse Jesus: “Nãoacumuleis para vós outros tesouros sobre a terra, onde a traça e a ferrugem corroem e onde ladrões escavam e roubam; mas ajuntai para vós outros tesouros no céu, onde traça nem ferrugem corrói, e onde ladrões não escavam, nem roubam; porque, onde está o teu tesouro, aí estará também o teu coração” (Mt 6.19-21). O Senhor nos orienta a não colocar o nosso coração nos tesouros da terra e sim nostesouros do céu. O segundo voto fala de não termos postura de donos dos bens que nos cercam, mas de mordomos.
3. Nunca se defenda!
Defesa é um dos instintos do ser humano, seja a defesa dele mesmo ou de outra pessoa ou coisa que lhe seja importante. O ataque à sua reputação talvez seja o que mais desperte no homem esse instinto. No Jardim do Éden, tanto Adão quanto Eva, ao transferirem para outro aculpa pela desobediência, estavam tentando defender sua reputação. O livro de Jó registra longos discursos em que seus amigos (Elifaz, Bildade e Zofar) o acusam de pecado, tendo em vista a situação de grande perda que ele vivenciava, e ele defende sua justiça. Todos nós ao percebermos a possibilidade de termos os nomes manchados, logo corremos para que isso não aconteça. De fato, conforme...
tracking img