Elementos estruturais

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1101 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
A Estruturação dos Edifícios em Concreto Armado

A Discretização dos Elementos Estruturais

-Pórticos Espaciais

-Pórticos Planos

-Sistemas de Lajes

-sistemas de Vigas

-Sistemas de Pilares

-Os Sistemas de Apoio (1º, 2º e 3º Gêneros)


O Material Concreto Armado

-Os Tipos de Concreto

-Os tipos de Aço para Concreto Armado

O Sistema Construtivo para ConcretoArmado – Modelado “in loco”

-As formas para concreto armado mldado “in loco”

-O sistema de armação dos elementos estruturais convencionais (lajes, vigas, pilares)

-A concretagem

-A cura do concreto

-A desforma


Os Elementos Estruturais Convencionais

-Lajes.

-Vigas Isoladas e Contínuas

-Pilares

A Discretização dos Elementos Estruturais

-Sistemas de Pilares

OsElementos Estruturais

-Lajes Maciças

As lajes maciças são placas de espessura uniforme. Um sistema convencional de estruturas de concreto armado é aquele que pode ser constituído basicamente por lajes maciças, vigas e pilares. É importante salientar que as lajes recebem os carregamentos oriundos da utilização, ou seja, das pessoas, móveis acrescidos de seu peso próprio, os quais são transmitidosàs vigas, que por sua vez descarregam seus esforços aos pilares e esses às fundações.

>Prescrições da NBR-6118:2003

Nas lajes maciças devem ser respeitados os seguintes limites mínimos para a
espessura:

• 5 cm para lajes de cobertura não em balanço;
• 7 cm para lajes de piso ou de cobertura em balanço;
• 10 cm para lajes que suportem veículos de peso total menor ou igual a 30 kN;• 12 cm para lajes que suportem veículos de peso total maior que 30 kN.

>Vãos teóricos x (menor vão) e y (maior vão)

Conhecidos os vãos teóricos considera-se x o menor vão, y o maior e λ= y/x . De acordo com o valor de , é usual a seguinte classificação:


-laje armada em duas direções: λ≤2-laje armada em uma direção: λ>2





-Vigas Isoladas e Vigas Contínuas

Vigas são elementos lineares em que a flexão é preponderante (NBR 6118: 2003, item 14.4.1.1). Portanto, os esforços predominantes são: momento fletor e força cortante. Nos edifícios, em geral, as vigas servem de apoio para lajes e paredes, conduzindo suas cargasaté os pilares.




>Vigas Isoladas

São aquelas que apresentam um único tramo, podendo ser simplesmente apoiadas, engastadas, ou em balanço.

>>Simplesmente apoiadas

>>Engastada-Apoiada

>>Em balanço

Essas vigas são, geralmente, isostáticas, podendo no entanto, em alguns casos, serem hiperestáticas, como é o caso das vigas isoladascom engaste.

>Vigas Contínuas

São aquelas que apresentam mais de um tramo com continuidade entre eles. São vigas com três o mais apoios.

As vigas contínuas são sempre hiperestáticas, ou seja, apresentam mais de três vínculos (reações). São consideradas desvinculadas dos pilares, sendo livre de rodar sobre seus apoios.

Por apresentarem continuidade nos apoios, as vigas contínuas sãomais econômicas que as isostáticas, pois conseguem vencer os vãos do momento negativo sobre os apoios. Com isso, a viga redistribui melhor os esforços, tornando-se mais econômicas.
-Pilares

Pilares são elementos estruturais lineares de eixo reto, usualmente dispostos na vertical, em que as forças normais de compressão são preponderantes e cuja função principal é receber as ações atuantes nosdiversos níveis e conduzi-las até as fundações.

>Pilares Internos

Serão considerados pilares internos, ou interiores, aqueles submetidos a compressão simples, ou seja, que não apresentam excentricidades iniciais. Estes pilares localizam-se no interior do edifício, de modo que as lajes e as vigas que neles se apoiam têm continuidade nas duas direções. Admite-se que as reações sobre os...
tracking img