Efeitos das tecnologias do cepfs, como alternativa para superação da pobreza, na comunidade de santo agostinho, teixeira – pb

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 25 (6218 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Fundação Francisco Mascarenhas
Faculdades Integradas de Patos
Curso de Ciências Econômicas








JOSÉ ROBSON NUNES GOMES










UMA CONTRIBUIÇÃO DA ECONOMIA SOLIDÁRIA PARA IMPLEMENTAÇÃO DA CEPFS NA COMUNIDADE DE SANTO AGOSTINHO, TEIXEIRA/PB.


















Patos – PB
2011.2
JOSÉ ROBSON NUNES GOMES
















UMA CONTRIBUIÇÃODA ECONOMIA SOLIDÁRIA PARA IMPLEMENTAÇÃO DA CEPFS NA COMUNIDADE DE SANTO AGOSTINHO, TEIXEIRA/PB.







Projeto de pesquisa apresentado ao Curso de Ciências Econômicas das Faculdades Integradas de Patos – FIP como requisito para elaboração da Monografia Final de Curso.






Orientadora: Elaine Cristine Alves Pegado











Patos – PB
2011.2
SUMÁRIO


1INTRODUÇÃO 4
6
2 OBJETIVOS
2.1 OBJETIVO GERAL 6
2.2 OBJETIVOS ESPECÍFICOS 6
7
3 JUSTIFICATIVA
9
4 FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA
4.1 BREVE RELATO DO COOPERATIVISMO 9
4.2 CONCEITUAÇÃO DE ECONOMIA SOLIDÁRIA 10
4.2.1 Origem e bases ideológicas da economia solidária 14
4.2.2 Empresa capitalista x empresa solidária 16
4.2.3 Economia solidária noBrasil 17
4.2.3.1 Realidade das cooperativas no Brasil 19
22
5 METODOLOGIA
24
6 CRONOGRAMA
25
7 REFERÊNCIAS














1 INTRODUÇÃO

O surgimento da proposta de economia solidária se deu no início do modo de produção capitalista na segunda metade do século XVIII e início do século XIX, na Revolução Industrial utilizando de máquinas e equipamentos,reduziu a quantidade de trabalhadores e, deixou apenas os necessários para a execução dos trabalhos e operação das máquinas e implementos. Sem ter como produzir sozinhos, os trabalhadores se organizaram em associações e/ou cooperativas, para juntos gerar algo que pudesse implementar a renda familiar, já que os mesmos estavam desempregados.
A sociedade a cada dia vem se estruturando mais a partir deOrganizações Não Governamentais (ONGs), entre outras formas de organizações buscando uma melhoria na qualidade de vida, seja social, econômica, cultural, ou qualquer outra forma mais específica que venha obter êxito para compor uma nova fase no mercado de trabalho.
A economia solidária está dia a dia sendo um método de combate a exclusão social, apresentando uma gama de formas, nas quais asfamílias podem ser inseridas no processo produtivo e obter renda para o seu sustento, eliminando as desigualdades e difundindo os valores da pessoa humana. A economia solidária vem trazer um programa de integração dos excluídos para produzirem e satisfazer as necessidades de todos, estimulando a formação de alianças estratégicas entre as organizações populares
A proposta do Cepfs (Centro de EducaçãoPopular e Formação Social) vem ter embasamento nos princípios da economia solidária, que hoje é bastante abordada no tocante a inclusão dos indivíduos. De posse dessa temática este trabalho levanta a discussão a cerca de como a sociedade através de uma ONG pode gerar alternativa.


O CEPFS tem como principal objetivo transformar a paisagem e a vida das pessoas que vivem no semiárido. Com o projetoConvivência com a realidade semiárida, promovendo acesso à água, solidariedade e cidadania, o centro trabalha diretamente com 1.200 famílias agrícolas, divididas em 39 comunidades, de Teixeira e de quatro cidades próximas, na construção de cisternas, armazenamento de sementes, educação ambiental e outras muitas atividades. (CEPFS, 2011)

Observa-se que na postura do Cepfs o suporte técnico paraas famílias que fazem parte do município de Teixeira, importante ressaltar que a mesma busca a cada nova tecnologia aplicada, uma forma inovadora de modificar a estrutura das comunidades, sempre melhorando a qualidade de vida das mesmas. As tecnologias que o Cepfs introduz nas comunidades busca cada vez mais, que os indivíduos se mantenham na região e que estes consigam produzir bens para o...
tracking img