Economia venezuelana

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 20 (4818 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO

Como vários países vizinhos, a Venezuela passou, ao longo de sua formação histórico-econômica, por profundas transformações que supunham adaptações positivas para o contínuo crescimento ou o que mais próximo disso estivesse.
Nesse processo, em que as esferas política e econômica mantém-se em constante conexão, uma esgotável fonte de riqueza, o petróleo, a partir do qual se desdobragrande parte do financiamento público venezuelano, tem se constituído como elemento primordial nas relações econômicas e determinante de práticas político-comerciais norteadoras.
Dessa forma, em qualquer tentativa de análise que se pretenda fazer dado um determinado período, faz-se necessária uma abordagem a partir de dados sócio-econômicos relevantes que marcam a Venezuela e o mundo.
Nestemodelo de interpretação, intentou-se explanar duas décadas da formação econômica desse país tão ímpar.

PRINCIPAIS PARCEIROS COMERCIAIS DA VENEZUELA
Os parceiros comerciais tradicionais da Venezuela são os Estados Unidos (o principal), o Japão, a Colômbia, o México, a Itália, a Alemanha, o Brasil, o Canadá, a França, a Espanha e a Grã-Bretanha.
Até o início dos anos 90, a Venezuela tinhaforte ligação econômica com os Estados Unidos. Com a chegada ao poder Hugo Chávez em 1999, a Venezuela tornou-se o primeiro parceiro comercial de Cuba e isso gerou certa tensão com o governo estadunidense.
Visto que a Venezuela importa 70% de tudo aquilo que consome, o MERCOSUL englobou-a, para beneficiar os exportadores de bens, principalmente primários, como, por exemplo, o Brasil e a Bolívia.Esse fato tornou a Venezuela um pouco menos dependente dos EUA, mas ainda assim este é fundamental para a economia daquela devido a sua demanda por petróleo.
Segue abaixo um gráfico do ano de 2006 (ano que assinado o Protocolo de adesão da Venezuela ao MERCOSUL) contendo alguns parceiros comerciais e mostrando a dependência venezuelana do comércio com EUA:

Gráfico [ 1 ]

ASSOCIAÇÃO DO PAÍS AOMERCOSUL

A entrada da Venezuela como país associado ao MERCOSUL foi um processo longo e conturbado. Após a assinatura de seu Protocolo de adesão, em 2006, foram necessários três anos de espera até que os países-membros (Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai) o ratificassem.
O grande motivo contrário à associação da Venezuela ao MERCOSUL era de caráter político, uma vez que sua organizaçãopolítico-administrativa supostamente não ia de encontro às diretrizes e aos pressupostos democráticos estabelecidos no Tratado de Assunção.
A associação do país ao MERCOSUL, aumentaria as oportunidades para exportadores dos países-membros e associados ao bloco, em especial, para o Brasil. E, de fato, após a ratificação da entrada da Venezuela como país associado, pode-se comprovar o crescimento daparticipação do Brasil nas importações venezuelanas.
Deve-se considerar, ainda, que a parceria com um país detentor de uma reserva de petróleo da magnitude da Venezuela é estratégica, à medida que a especulação acerca da escassez deste recurso influencia diretamente nos preços por barril de petróleo, gerando custos adicionais aos países que necessitam importá-lo.
Apesar dos muitos protestos contraa entrada da Venezuela como país associado ao MERCOSUL, não se pode negar as vantagens econômicas que este acontecimento trouxe aos países do Bloco, já que a Venezuela tem como um de seus objetivos unir os países sul-americanos por meio da concessão de benefícios econômicos que corroborem com a melhoria de seus  padrões sociais.
Pode-se dizer, afinal, que a associação da Venezuela ao blococonsolidou mais um passo em direção à integração regional e que, fora as questões políticas decorrentes deste acontecimento, o MERCOSUL, enquanto polarizador dos interesses sul-americanos, foi reforçado.

ANÁLISE DA CEPAL ACERCA DA ECONOMIA VENEZUELANA E DIFICULDADES COM A INDUSTRIALIZAÇÃO
A posição do comércio venezuelano parece favorável, tendo em conta o fato de que ele foi capaz de diminuir...
tracking img