Economia - microeconomia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 30 (7397 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de junho de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Economia

INTRODUÇÃO
A Microeconomia é definida como um problema de alocação de recursos escassos em relação a uma série possivel de fins. Os desdobramentos lógicos desses problemas levam ao estudo do comportamento econômico individual de consumidores, e firmas bem como a distribuição da produção e rendimento entre eles. A Microeconomia é considerada a base da moderna teoria econômica,estudando suas relações fundamentais.
As famílias são consideradas fornecedores de trabalho e capital, e demandantes de bens de consumo. As firmas são consideradas demandantes de trabalho e fatores de produção e fornecedoras de produtos.
Os consumidores maximizam a utilidade a partir de um orçamento determinado. As firmas maximizam lucro a partir de custos e receitas possíveis.
A microeconomia procuraanalisar o mercado e outros tipos de mecanismos que estabelecem preços relativos entre os produtos e serviços, alocando de modos alternativos os recursos dos quais dispõe determinados indivíduos organizados numa sociedade
Do ponto de vista da economia de empresas, que estuda uma empresa específica, prevalece a visão contábil-financeira na formação do preço de venda de seu produto, baseadaprincipalmente nos custos de produção, enquanto na Microeconomia predomina a visão do mercado.

1 EMPRESA
1.1 CONCEITO
Parece uníssona hoje a noção da empresa como instituição fundamental do desenvolvimento sócio-econômico. É em torno dessa fantástica figura que cada vez mais gravitam toda uma gama de interesses a ela atribuindo-se parcela considerável da prosperidade forjada ao longo da história.Etimologicamente, o vocábulo empresa “é derivado do latim prehensus, de prehendere (empreender, praticar), possui o sentido de empreendimento ou cometimento intentado para a realização de um objetivo.
1.2 OBJETIVOS
Objetivos são regras de decisão que habilitam a administração a orientar e medir o desempenho de uma empresa na direção de seus fins. Toda e qualquer organização empresarial éracionalmente orientada para a realização de seus objetivos.  A definição de qual seja este objetivo, contudo, não é um exercício trivial, uma vez que existem diversas teorias concorrentes que explicam a natureza da firma, de seu papel na economia, as preocupações dos proprietários ou  empresários  e  a  necessidade  de  considerar-se  os interesses de outras partes interessadas nos resultados daempresa.
Representativas dessa variada  pauta  de  objetivos  possíveis  são  amoderna Teoria dos Stakeholders e a Teoria Clássica da Firma. A primeira encontra na obra de Freeman sua base teórica. A segunda, mais antiga, remonta ao século XVIII; apresentou diversas evoluções e para fins deste estudo pode-se destacar a obra de Friedman Nobel de Economia, quem defende a empresa possuir  um  único objetivo:  o  desempenho econômico.A Teoria Clássica da Firma é abordada na área de finanças, cuja tradição é empregar métodos quantitativos em estudos empíricos. Explica que o objetivo da firma é a maximização do lucro, o que representa a maximização da riqueza do acionista. A Teoria dos Stakeholders possui origens na sociologia, comportamento organizacional e administração de conflitos, em que  nosestudos  empíricos  predominam métodos qualitativos. Propõe o estabelecimento de um conjunto de objetivos diferenciados, tendo em vista a necessidade de se considerar o interesse de outras partes interessadas no negócio.
1.3 MERCADO
Na economia capitalista quem decide o que, como, quanto, para quem, quando e onde produzir, não é uma pessoa nem uma instituição específica. A decisão cabe, semdúvida, a alguém, mas esse alguém a dar uma resposta é o mercado. O homem apenas serve de seu porta-voz ao  discernir  seu movimento, para onde aponta o mercado.O termo mercado vem tomando um sentido diferente do tradicional, pois a definição mais antiga deste termo está colocada de acordo com a visão clássica do século XVIII. Nos tempos do mercantilismo, dos fisiocratas, o mercado nada mais era do...
tracking img