Economia - etanol no mercado

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 17 (4236 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Curso: Administração Matéria: Economia


INTRODUÇÃO
Direta e indiretamente na produção e distribuição do produto, em período recente na cidade de Piracicaba e todas cidades integrantes dessa região. O presente trabalho traz resultados de levantamentos em pesquisas, demanda x oferta do etanol (álcool), e algumas das variáveis demercado que afetam.
Em termos globais, a produção de etanol combustível responde por aproximadamente dois terços do volume total de álcool etílico obtido.A produção mundial de etanol ( englobando todas as categorias, tais como combustível industrial e “potável”)é da ordem de 35 bilhões de litros, segundo a -UNICA(2005), dos quais o Brasil, sendo responsável por 40% do volume totalproduzido.
Desta quantidade produzida, entretanto, apenas 4 bilhões de litros são comercializados anualmente no mercado internacional sendo mais de 2 bilhões de litros produzidos pelo Brasil no ano 2004.
Nesse mesmo ano, do total comercializado de etanol no mercado mundial, mais de 700 milhões de litros destinaram-se a seu uso como combustível.
As vantagens da produção do álcool pelo setorsucroalcooleiro compreendem não apenas a sua participação relativa no produto agroindustrial nacional, como também a sua contribuição para reduzir o déficit da balança comercial( em que as importações de petróleo pesam consideravelmente), além da geração de cerca de um milhão de empregos diretos e indiretos, sendo 80% destes na área rural, e a possibilidade de propiciar usos alternativos de derivados esub produtos com a obtenção de energia elétrica a partir do bagaço da cana (Ometto1998).
A despeito das vantagens do combustível renovável, existem dois períodos bastante distintos ao longo das últimas décadas no que se refere ao consumo de álcool e a venda de veículos movidos com esse combustível.
MERCADO CONSUMIDOR
Uma análise sucinta do aumento da utilização do biocombustível nomercado internacional e os aspectos ambientais que influenciam este setor, resultando em um aumento produtivo de energia no Brasil principalmente no polo de biocombustível em Piracicaba. Em 2007 a produção de álcool chegava próximo aos 40 bilhões de litros produzidos mundialmente , o Brasil produzindo 15 bilhões desse total e continua a crescer no setor.O uso do álcool tem grandes benefíciosambientais, pois para cada tonelada de álcool, 2,3T de CO2 deixam de ser emitidas, sem contar que para o Brasil a cana- de- açúcar é a segunda maior fonte de energia renovável, porque é possível produzir energia a partir do bagaço.
O Brasil é reconhecido mundialmente como pioneiro com a introdução do etanol e sua matriz energética.
Além dos aspectos ambientais, o país apresenta o reduto datecnologia e de profissionais mais avançados do mundo da cana, recebendo visitas internacionais interessados não apenas nos produtos derivados dela, mas também na tecnologia aqui desenvolvida.
Esse reduto de tecnologia é situado em Piracicaba (interior de São Paulo), onde se encontra o Polo Nacional de biocombustível e o arranjo produtivo local do álcool (APLA).
Todo esse projeto visa apresentar aomundo o potencial da região de Piracicaba referente à produção de álcool e desenvolvimento de tecnologia, fortalecendo a imagem do Brasil como produtor potencial de biocombustível.
Além de ampliar a diversidade da matriz energética, os biocombustíveis são classificados como energia limpa, ou seja, não poluidoras, por isso no tratado, Kyoto aponta a utilização para a redução de CO2 e amenizar oproblema de aquecimento global.
Também será caracterizado o aumento do uso e possibilidade do etanol no mundo, abordando as sinergias, conhecimentos, novas tecnologias, possibilidade no aumento de emprego, diminuição de custos produtivos e parcerias com outros países que não possuem tecnologia e terra suficiente para a produção de biocombustível em larga escala.
ETANOL
O etanol é o...
tracking img