Economia do paraguai

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 17 (4061 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Paraguai: Desenvolvimento Econômico.

Introdução

O Paraguai é um pequeno país no coração da América do Sul, pouco conhecido até para os seus vizinhos. Por um longo período de sua história, o país tem se distanciado da corrente principal Latino Americana e durante um longo tempo (35 anos) sofreu com a fortíssima ditadura do general Alfredo Stroessner.

O país tem umarelaxante capital na beira do rio Paraguai, ruínas jesuíticas impressionantes, vários parques nacionais e a extensa e seca região do Chaco - uma das regiões mais desconhecidas e preservadas da América do Sul. Nos últimos anos o país tem-se encaminhado na direção certa para vencer o seu isolamento político, geográfico e econômico para hoje receber visitantes de braços abertos. As diversascachoeiras na região de Paraguarí, a incrível região do Chaco e o calor do povo fazem do Paraguai um sítio interessante para qualquer viajante.

Alguns dados principais

Nome Completo: República del Paraguay
Capital: Assunção (população 700 mil)
Área: 406.752 km2
População:5 milhões
Povo: 95% Mestiço (descendentes de europeus e índios)
Idioma: Espanhol e Guaraní
Religião: 97% Católica e outrasminorias
Governo: República
Presidente: Fernando Armindo Lugo de Méndez
Moeda: guarani.
PIB: US$ 8,6 bilhões (1998).
PIB agropecuária: 25% (1998).
PIB indústria: 26% (1998).
PIB serviços: 49% (1998).
Crescimento do PIB: 2,8% ao ano (1990-1998).
Renda per capita: US$ 1.760 (1998).
Força de trabalho: 2 milhões (1998).
Agricultura: Principalmente soja, algodão em pluma, cana-de-açúcar emandioca.
Pecuária: bovinos, suínos, aves.
Pesca: 28 mil t (1997).
Mineração: calcário, gipsita, petróleo.
Indústria: alimentícia, bebidas, tabaco, madeireira, têxtil, vestuário, couro, petroquímica, gráfica e editorial, metalúrgica, produtos minerais não metálicos.
Exportações: US$ 1 bilhão (1998).
Importações: US$ 3 bilhões (1998).
Principais parceiros comerciais: Brasil, EUA, Argentina,Holanda (Países Baixos) e Japão

Economia

A economia baseia-se na agricultura, pecuária, pesca e extrativismo florestal. A metade da população ativa do Paraguai dedica-se ao setor primário, embora só uma pequena porção das terras aráveis seja cultivada.. Os produtos principais são mandioca, semente de algodão, cana-de-açúcar, milho, soja, batata e frutas. A criação de gado éa principal ocupação agropecuária; conta com gado bovino, eqüino, ovino e suíno. A exploração florestal também é importante. Além de madeira, produz taninos e óleos aromáticos. A produção industrial está limitada à transformação de produtos agrícolas e florestais e a bens de consumo básico. O liberal sistema de importações transforma o Paraguai em um paraíso dos consumidores, que atrai muitosturistas mas também contrabandistas.

Agricultura, Pecuária e Pesca

As pequenas propriedades agrícolas produzem milho, mandioca, cana-de-açúcar e fumo, utilizando técnicas em geral primitivas Porém com a abertura da colonização oriental do país para imigrantes brasileiros nas décadas de setenta, oitenta e início da década de noventa, as terras agricultávei mudaram muito.Hoje grandes conglomerados de olho nessas terras, fizeram os preços valorizara-se muito. A agricultura é muito desenvolvida, principalmente no cultivo de soja e milho segunda safra. O advento da tecnologia e de técnicos formados no país, ou mesmo os que vieram de países vizinhos, colaborou para a exploração dos quase 3 milhões de hectares explorados em agricultura empresarial. As regiões algodoeirasestão situadas ao longo do rio Paraguai no Chaco, e as culturas de fumo no sul do país. O mate é cultivado, primcipalmente para consumo, na parte leste do território. Cultiva-se a laranja amarga, que é de importância, uma vez que, pela destilação da casca, se consegue uma essência fundamental para a indústria da perfumaria. No rebanho paraguaio prepondera o gado bovino, com cerca de 8.074.000...
tracking img