Dom casmurro em prosa e em vídeo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1371 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Projeto de pesquisa: Dom Casmurro em prosa e em vídeo
Professor responsável: Paulo Franchetti
Área: Estudos Literários

1. Introdução

Dom Casmurro é uma das obras mais estudadas da literatura brasileira. Sua enorme fortuna crítica pode ser dividida grosso modo, conforme a ênfase interpretativa recaia em um ou outro aspecto da constituição do enredo e das personagens, em quatro fases. Naprimeira, embora o caráter ciumento de Bento viesse para primeiro plano, a interpretação predominante era que a transformação de Bentinho em Casmurro era uma reação ou um efeito da malícia insidiosa de Capitu, que o traíra com o melhor amigo. O romance seria, então, um estudo do ciúme e da traição. Na segunda fase, já nos anos de 1960, altera-se o ponto de vista crítico e o romance é vistopredominantemente como um processo movido por um marido doente a uma mulher inocente. Vêm aqui, para primeiro plano, a estrutura da narração em primeira pessoa, bem como os índices do que seriam as indicações autorais do modo correto da leitura. É a fase inaugurada pelo livro de Helen Caldwell, que procedeu a um processo invertido: para desmascarar o que seria um processo subliminar a que Bentosubmeteria Capitu, ela agora move um processo declarado contra Bento e em defesa de Capitu, aos seus olhos inocente da acusação de adultério. Por fim, a crítica hoje hegemônica começa a se construir no Brasil a partir de um estudo de Silviano Santiago, escrito logo a seguir ao de Caldwell, no qual ele aproxima os vícios de caráter de Bento às perversões da sociedade brasileira recém-saída de um longoperíodo de escravidão. Bento é, assim, a representação da elite preconceituosa e arrogante. Nessa linha interpretativa prosseguem os estudos de John Gledson e Roberto Schwarz, como devem também prosseguir os que ainda por certo escreverá outro machadiano da escola do pé-atrás, Sidney Chalhoub. Para esses pensadores, o interesse principal reside naquilo que Candido certa vez denominou “o Brasil comointermediário”, ou seja, o imperativo vigente para todo bom escritor brasileiro – ao menos do século XIX – de apresentar nas suas obras uma interpretação do país. Para eles, a tarefa crítica principal é a decifração dessa mensagem e o cotejo entre essa interpretação e a que eles próprios hoje podem dar da sociedade e da cultura brasileiras. Por fim, um quarto momento crítico se abre com a publicaçãodo livro de Abel Barros Baptista, Autobibliografias, que reflete sobre Dom Casmurro a partir da sua posição na história do romance ocidental e que critica, de modo consistente, o “paradigma do pé atrás”, mostrando as limitações de leitura derivadas da ênfase no nacional, a que subordina, no final das contas, o sentido mais amplo e mesmo a qualidade estética do romance. Um dos focos principais dolivro de Baptista é a estrutura do discurso narrativo: temos em Dom Casmurro um livro que se apresenta simultaneamente como em processo de escrita e resultado desse processo. O outro foco, articulado sobre esse, é a reflexão sobre a leitura do romance como tragédia – ou como impossibilidade de tragédia, dada a sua própria estrutura narrativa. Na crítica ao paradigma do pé-atrás – que lhe aparececomo redução mecanicista e, no final das contas, desatenta à complexidade textual – destaca-se também, na sequência, um livro de Alfredo Bosi, intitulado Machado de Assis: o enigma do olhar.
Durante os últimos anos do século passado, a leitura alegorizante e sociológica do romance deu o tom, ao menos no Brasil. Hegemônica, impunha-se por meio da escola, tanto no nível universitário, quanto nonível médio. Entretanto, é possível perceber, a partir dos últimos anos do século XX (a edição portuguesa do livro de Baptista é de 1998 – a brasileira, de 2003 –, e o livro de Bosi foi publicado em 2000), o paradigma do pé-atrás tem perdido terreno, em todos os níveis, como leitura canônica do romance.
Neste projeto, ao estudar a adaptação do romance a uma série televisiva, busca-se verificar a...
tracking img