Do velho ao novo: vhs e dvds como um reflexo da sociedade de consumo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas: 10 (2390 palavras)
  • Download(s): 0
  • Publicado: 9 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Do velho ao Novo: VHS e DVDs como um Reflexo da Sociedade de Consumo





Débora Caldeira Santos Pestana¹
Lorena Pereira de Souza²
Lucas Morbeck de Oliveira³


Resumo
O texto tem como objetivo apontar algumas questões sobre leituras frente a uma sociedade contemporânea cibernética, submetida a uma linguagem mecanicista, manipulada por vias de comunicações fáceis e de dinâmicos acessosvirtuais. Criada e moldada pelo consumo, sob a ditadura da necessidade do “ter para ser”. Em contraponto à tal fator, ainda encontramos “sujeitos saudosistas” que explanam pela tentativa de retomada de elementos menos tecnológicos, mais simbólicos, ou menos descartáveis.
Uma estrutura que afastou a cultura contemporânea, caracterizada assim, pelo distanciar de formas e linhas de pensamentosfundamentados em questionamentos atemporais e universais.

Palavras-Chave: Sociedade cibernética. Inovação tecnológica. Era da Informação. Consumo. Cultura do descartável.

1. INTRODUÇÃO

Ao fazermos uma leitura do cenário pós-moderno, deparamo-nos com uma sociedade inovadora, que apresenta aspectos intrínsecos à era da informação, inserida num espaço de cultura tecnológica,essencialmente cibernética. Um panorama que trouxe profundos impactos e transformações, por se estabelecerem como modelos que deslocam estruturas e processos centrais da sociedade; modelos que se refletem na transição e nas
__________________________________________________________________________________
[?] Acadêmica do curso de Filosofia da PUC-MG. deboracasape@hotmail.com
2 Acadêmica do curso dePsicologia da PUC-MG. loh_psouza@hotmail.com
3 Acadêmico do curso de Psicologia da PUC-MG. lucasmorbeckv@hotmail.com
mudanças de valores, crenças e atitudes éticas, bem como sociais, culturais, educacionais, econômicas e políticas.
Por meio de reportagens retiradas do Jornal ‘Estado de Minas’, que retratam a saída de cena dos VHS e a chegada dos DVDs e dos filmes em download, expomos de formaobjetiva a questão do consumo na dimensão da pós-modernidade; para somar os ideias destas matérias, enredamos a reportagem-resenha do livro de Nicholas Carr ‘A Geração Superficial: O que a Internet está fazendo com os Nossos Cérebros’, que faz abordagem sobre a as mídias de massa e a internet, que, convergindo para um só ponto, estão nos impedindo de exercitar o que nascemos para fazer: pensar; nosimpondo e praticamente obrigando a seguir tudo que dizem.
Para compreender as questões aqui levantadas, faz-se necessário explicitar a concepção de homem e mundo na perspectiva a ser utilizada por Lev Vigotsky, na psicologia social; Referenciando também, a perspectiva filosófica de Jean-François Lyotard, que publicou sua obra ‘A Condição Pós-Moderna’ na França, no ano de 1979, com o intuitode esclarecer suas pretensões sobre o efeito do progresso da ciência.
Trata-se, neste caso, de adotar uma visão de indivíduo, mediado por fatores históricos e sociais, jamais compreendido independente de suas relações e vínculos. Fala-se de um homem ativo que, como afirma Marx Weber, em sua obra ‘O Capital’, não tem sua vida determinada pela própria consciência, ao contrário, suaconsciência é que é determinada por sua vida.

2. DESENVOLVIMENTO


Vivemos a era onde o principal é consumir. O mercado dita regras de consumo, assim como a mídia e as próprias pessoas. Fazendo a sociedade afluente depender cada vez mais da ininterrupta produção e consumo do supérfluo. Perdem-se valores, desejos e até mesmo o bom senso. Em contrapartida, a tecnologia avança cada vez maisrápida, alimentando um individuo vazio, sem caminho, sem referencial, sem nem ao menos desejos vãos.
Isso já deixou de ser uma questão meramente reflexa, para um problema comportamental psicológico. Embasando-se numa perspectiva da Psicologia sócio-histórica, o funcionamento mental fundamenta-se nas relações sociais entre indivíduos e o mundo exterior.
Lev Vygotsky, pensador russo que...
tracking img